Joshua Roberts/Reuters
Joshua Roberts/Reuters

Pierce Brosnan se junta a Camila Cabello em remake de 'Cinderela'

Filme deve estrear no dia 5 de fevereiro de 2021

Redação, EFE

12 de dezembro de 2019 | 01h02

O ator Pierce Brosnan (Mamma Mia, James Bond) se juntará ao elenco da nova versão do clássico Cinderela, que será estrelada pela cantora cubana-americana Camila Cabello.

Brosnan dará vida ao personagem conhecido como o Rei, que está procurando uma esposa para seu filho, informou a mídia especializada The Hollywood Reporter, que também adiantou que o elenco confirmado inclui Idina Menzel, Nicholas Galitzine e o vencedor do Emmy Billy Porter, que interpretará a Fada Madrinha.

Esta reinterpretação, em um tom moderno, de Cinderela será a estréia no cinema de Cabello, que contará seus primeiros passos em Hollywood com a ajuda de Kay Cannon, diretora da comédia Blockers (2018) e que será a diretora e roteirista deste novo filme ainda sem título.

O outro grande nome por trás deste projeto de estúdio da Sony é o do comediante e apresentador de televisão James Corden, que moldou a idéia original do filme e aparecerá como produtor do filme.

Embora no momento os detalhes do enredo não sejam exatamente conhecidos, este filme trará um novo visual à história de Cinderela com um toque musical. Cabello deve não apenas ser a estrela do elenco, mas também estar totalmente envolvida na trilha sonora.

Ex-membro do famoso grupo de jovens Fifth Harmony, Cabello é, com apenas 22 anos, uma das estrelas com mais presente e futuro do cenário musical latino. Na semana passada, ele publicou seu novo álbum, intitulado Romance. Este é o segundo trabalho solo de Camila Cabello após sua estréia Camila (2018), que incluiu o sucesso Havana.

Nesse caso, Romance também foi precedido por uma grande canção de eco como Miss, na qual juntou sua voz à de seu namorado Shawn Mendes. Essa música recebeu uma indicação na categoria de melhor performance pop de um duo ou grupo para a edição 62 do Grammy, que será realizada em Los Angeles (EUA) em 26 de janeiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.