Petrobras incentiva curtas-metragens

A Petrobras espera receber, até 9 de março, entre 400 e 500 projetos de filmes em curta-metragem, dos quais pretende financiar nove, dentro do Programa Petrobras Cinema. As inscrições estão abertas há uma semana e cada realizador só pode inscrever um roteiro, em associação com uma produtora - o que não impede que estas possam inscrever mais de uma proposta. Os filmes serão escolhidos por uma comissão de cineastas, cuja decisão será referendada por um conselho da estatal. Cada projeto selecionado receberá R$ 40 mil para a produção."Enquanto a BR-Distribuidora direcionou seus patrocínios para os filmes de longa-metragem, ficamos com os curtas. Estamos pensando, inclusive, em voltar com a exibição de curtas antes dos longas, como acontecia antigamente, mas com muito rigor na escolha dos títulos ", diz o responsável pela área de cinema da gerência de patrocínios da empresa, Romildo Nascimento. "Vamos investir R$ 4 milhões em 2001, em produção, distribuição e exibição. Nesse último setor, assumimos o projeto Curta às Seis, com sessões diárias, às 18 horas, em cinco cidades: Rio de Janeiro (na Casa França Brasil), São Paulo (na sala 4 do Espaço Unibanco), Juiz de Fora, Fortaleza e Porto Alegre."Segundo Nascimento, o critério de seleção se baseará somente na qualidade e viabilidade do roteiro apresentado, não se levando em conta o currículo do realizador que o propõe. Para contemplar cineastas já consagrados, a cada ano um deles será convidado a realizar um curta, recebendo também R$ 40 mil para a produção. "Este valor foi estipulado em função do mercado de curta-metragem", explica Nascimento. "Esses filmes são custam menos que médias e longas porque os diretores e produtores conseguem muitos apoios e, geralmente, os atores aceitam um cachê simbólico para participar."Os filmes deverão ser produzidos ainda este ano, para entrarem em exibição em 2002, no Curta às Seis. Entre abril de 1999 e abril de 2000, primeiro ano de sua realização, com patrocínio do Unibanco, foram exibidos, só em São Paulo, 101 títulos, vistos por 32 mil pessoas. No ano passado, as sessões começaram em setembro, já financiadas pela Petrobras. Até agora, foram exibidos 41 filmes, vistos por 15 mil pessoas. As sessões têm entrada franca.O regulamento do concurso e o formulário de inscrição podem ser obtidos no site da empresa (www.petrobras.com.br), pelo e-mail cinema@petrobras.com.br ou pelo telefone 0800-78901. As inscrições devem ser enviadas o pelo Correio, em correspondência registrada com aviso de recebimento para Petrobras Cinema/Comunicação Institucional, Avenida Chile, 65, sala 1202P, Centro, Rio de Janeiro- RJ, CEP 20035-900. A estatal aceita projetos de todo o País.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2001 | 20h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.