Hergé
Hergé

Peter Jackson e Steven Spielberg vão dirigir segundo filme sobre Tintin

Personagem criado por Hergé completa 90 anos nesta quinta, 10

Redação, AFP

10 de janeiro de 2019 | 12h39

Tintin, que nesta quinta-feira, 10, completa 90 anos, será protagonista de um segundo filme dos diretores de Hollywood Peter Jackson e Steven Spielberg, assim como - talvez - de um quadrinho inédito, indicou uma editora francesa.

No fim do ano, foi assinada uma "opção" para uma segunda parte das Aventuras de Tintin no cinema, a cargo, assim como a primeira (O segredo do licorne, 2011), de Jackson e Spielberg, explicou a uma rádio francesa Benoît Mouchart, diretor editorial de Casterman. Desta vez, os papéis serão trocados: Jackson, produtor do primeiro, dirigirá o segundo.

"Existem várias possibilidades. Pode ser uma mistura de O cetro de Ottokar e O caso girassol", destacou Mouchart. "Quando existe uma trilogia em Hollywood, o segundo é um pouco mais sombria", afirmou.

Em uma entrevista ao site americano Polygon no final de 2018, Jackson explicou que, depois de ter se concentrado em um roteiro adaptado de O templo do Sol, dava-se a liberdade de escolher entre "a variedade" de histórias do famoso jornalista e de seu cachorro Milu criadas pelo belga Hergé há 90 anos.

Do lado editorial, em 2019, pode ser lançado um novo quadrinho, uma opção considerada há vários anos.

"Adoraria publicar este ano um inédito, Tintin e o termo-zero", explicou Mouchart.

"É um depoimento interessante, muito mais completo que A alfa-arte. A história está finalizada, mas o desenho ainda não foi completamente pintado", completou.

Hergé começou a trabalhar neste quadrinho no final dos anos 1950, depois de Tintin no Tibete. Mas não foi além das oito primeiras lâminas que desenhou a lápis.

A primeira lâmina de Tintin no país dos sovietes apareceu em 10 de janeiro de 1929 no jornal católico belga Le Petit Vingtième.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.