Reprodução
Reprodução

Penélope Cruz chora em entrevista ao falar do filho

Atriz se emociona ao lembrar de Leo, fruto de seu casamento com Javier Bardem

EFE,

16 de maio de 2011 | 19h54

A atriz espanhola Penélope Cruz se emocionou e não pôde conter as lágrimas ao falar de seu filho em entrevista na qual se mostrou deslumbrada com a experiência da maternidade, publicou a versão online da revista Vogue nesta sexta-feira.

Penélope, que aparecerá em junho na capa da Vogue americana pela quarta vez, confessou que ser mãe "é a melhor coisa do mundo", e começou a chorar de alegria ao lembrar de Leo, nascido em janeiro e fruto de seu casamento com o ator espanhol Javier Bardem.

"Isto nunca tinha me acontecido", disse a atriz com lágrimas nos olhos, em uma das primeiras vezes que aceitou falar de seu filho publicamente.

"Quero que meu filho, e meus filhos se eu tiver mais, cresça da forma mais anônima possível. O fato de que seu pai e eu tenhamos decidido fazer o trabalho que fazemos não dá o direito a ninguém de invadir nossa privacidade", declarou a vencedora de um Oscar por Vicky Cristina Barcelona (2008).

Penelope revelou que sua vida está marcada por antes e depois de Leo. "É uma experiência revolucionária. É a melhor maneira que posso descrevê-la. A natureza é muito sábia e te dá nove meses para se preparar, mas no momento em que vê seu rosto, você se transforma para sempre", comentou.

Pedro Almodóvar e Salma Hayek concordam ao acreditar no bem que a maternidade está fazendo à atriz. "Vai ser um de seus melhores papéis", disse o cineasta, que mantém contato com a compatriota por Skype. Já a atriz mexicana a qualificou como uma "criatura maternal" e afirmou que Leo "é um das crianças mais sortudas do mundo".

Na entrevista, Penélope se declarou também uma amante dos karaokês, até o ponto que os visita em todas as cidades que vai, sempre que pode.

Um de seus últimos duetos foi com o jogador espanhol de basquete Pau Gasol, com quem interpretou a música Without Me, do rapper Eminem, enquanto Bardem tirava uma fotografia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.