AP Photo/Michael Sohn
AP Photo/Michael Sohn

Patrick Stewart: 'Logan' tem uma mensagem política para todos os que buscam refúgio

Ator britânico disse que se sente orgulhoso por conta da forte conotação política do filme

Magdalena Tsanis, EFE

20 de fevereiro de 2017 | 11h10

MADRI - O ator britânico Patrick Stewart disse numa entrevista nesta segunda-feira, 20, que Logan, o filme em que ele e Hugh Jackman se despedem do universo dos X-Men, contém "uma declaração política poderosa sobre o direito de as pessoas buscarem um lugar no qual possam viver a salvo".

"O objetivo principal dos personagens é chegar à fronteira e cruzá-la para estar a salvo; e isso, neste momento em que há centenas de  milhares de pessoas lutando pelo mesmo, implica uma mensagem política forte da qual me sinto orgulhoso", disse o ator de 76 anos, em Madri.

Logan, que vai estrear em todo o mundo na primeira semana de março, é a mais obscura e sangrenta produção sobre o personagem Wolverine. Hugh Jackman disse que é a última vez que encarna o mutante, e ainda que Stewart não tenha sido tão claro sobre o Professor Xavier, diz que é "muito improvável" voltar a viver o personagem.

O diretor e roteirista James Mangold (Johnny e June), situa a ação em 2029, com os mutantes praticamente extinguidos. Os dias de três deles - Logan, Caliban e Professor Xavier - transcorrem em um remoto rincão perto da fronteira com o México, até que aparece em suas vidas uma garota que também tem um poder oculto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.