AP
AP

Para Tarantino, esta geração de cinéfilos 'está perdida'

Diretor critica as projeções digitais e diz que elas 'mataram' o verdadeiro cinema

Reuters e EFE

24 de maio de 2014 | 06h00

Na coletiva de imprensa que deu nesta sexta-feira, 23, no Festival de Cannes, Quentin Tarantino resolveu sair em defesa das projeções em 35 milímetros e contra as digitais: "O cinema morreu".

"A projeção digital é só uma grande televisão. E, aparentemente, o mundo todo está de acordo com essa grande televisão. Espero que estejamos apenas passando por um momento de romantismo com o digital. Não há esperança para esta geração, mas a próxima virá demandar a coisa real", afirmou.

"O fato de que a maior parte dos filmes hoje não sejam apresentados em 35 mm mostra que a guerra está perdida", afirmou. A maior parte dos filmes exibidos em Cannes são em formato digital, algo que tomou conta das salas de todo o mundo por conta do custo menor. Mas os cinéfilos ainda garantem que o formato anterior possui muito mais qualidade, calor e finésse, e que seus granulados muda o modo como são retratadas sombvras escuras e luzes muito claras. 

Apesar de não ter filmes em competição, o cineasta apresentou uma versão em 35 mm de Pulp Fiction na praia, e fará, no encerramento do evento, uma homenagem a Sergio Leone. Conhecido pelo alto índice de energia e de violência em seus filmes, o diretor concordou, porém, que o novo formato permite que iniciantes possam fazer suas produções de modo mais acessível. "Mas não tenho a menor ideia dos motivos que levam um cineasta consolidado a querer filmar no digital", disse Tarantino ao falar de sua coleção de filmes em 35 mm e em 16 mm.

Mais cedo, o elenco de Pulp Fiction se reuniu no tapete vermelho de Cannes 20 anos depois de o filme vencer a Palma de Ouro. John Travolta, acompanhado de sua mulher, Kelly Preston, Quentin e Uma Thurman ensaiaram até alguns passos da dança que realizaram no filme e que se converteu na cena mais emblemática do cinema de Tarantino.

Travolta foi um dos mais simpáticos no desfile pelo Tapete, fazendo brincadeiras com os fotógrafos e induzindo seu time a seguir o ritmo da música.

Tudo o que sabemos sobre:
Festival de Cannes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.