Para Johnny Depp, filmes de Tim Burton ocupam categoria própria

Johnny Depp acredita que há filmes e háos filmes de Tim Burton. O ator de Hollywood trabalhou com o diretor pela sexta vezem "Sweeney Todd -- O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet",adaptação sangrenta do musical de Stephen Sondheim queimpressionou a crítica especializada. A.O. Scott, do New York Times, descreveu o filme como "algopróximo de uma obra-prima", e Johnny Depp vem colecionandoelogios pelo papel do pálido serial killer do século 19 embusca de vingança, que já lhe valeu uma indicação ao Globo deOuro e comentários ligados a um possível Oscar. "Existem filmes que você faz que você curte, nos quais oprocesso é fantástico e cujos diretores são ótimos", disse Deppà Reuters em entrevista recente para divulgar "Sweeney Todd". "E então há os telefonemas que você recebe de Tim",acrescentou o ator de 44 anos, sentado ao lado de Burton eusando o chapéu e os óculos de aro preto que são sua marcaregistrada. "Quando toca o telefone e a ligação é de Tim, é um momentomágico para mim, porque sei que estou prestes a embarcar emalgo muito, muito interessante", disse o ator, tomando vinhotinto em um quarto do elegante hotel Claridge's, em Londres. O astro da série "Piratas do Caribe", conhecido como atorexcêntrico que atrai multidões aos cinemas, acha que "SweeneyTodd" foi um dos maiores desafios de sua carreira de mais de 20anos. "É uma situação estranha em que você se encontra quando,aos 43 anos, de repente se vê tentando cantar durante um filmeinteiro, pela primeira vez na vida", explicou. "É no mínimo absurdo e uma sensação esdrúxula. Em umprimeiro momento, fiquei muito sem jeito quando me ouvicantando." Mas ele superou seus receios, e, apesar de, nas palavras deBurton, não ser "nenhum Sammy Davis Jr. ou Frank Sinatra",conseguiu convencer os produtores do filme que seria capaz dedar conta do recado. Burton, 49 anos, já tinha dirigido Johnny Depp em "EdwardMãos de Tesoura", "Ed Wood", "A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça","A Fantástica Fábrica de Chocolate" e o filme animado "ANoiva-Cadáver". "Já trabalhei com ele seis vezes. É como se tivessetrabalhado com seis pessoas diferentes", disse Burton.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.