Para filha de Che, "Diários" é fiel à realidade

Aleida Guevara, filha do famoso revolucionário Ernesto Che Guevara, disse nesta quinta-feira que o filme Diários de Motocicleta, dirigido pelo brasileiro Walter Salles e baseado nas viagens de juventude do guerrilheiro e de seu amigo Alberto Granado pela América Latina, é "muito fiel" à realidade.Em declarações aos jornalistas, Aleida, que foi recebida em audiência pelo presidente do Parlamento catalão, Ernest Benach, referiu-se desta forma ao filme, em que o mexicano Gael García Bernal interpreta Che.Aleida, que está na Catalunha convidada por várias organizações não-governamentais de solidariedade a Cuba para participar de diversas conferências sobre a situação na ilha, mostrou sua satisfação em relação ao filme, já que aproxima "muito mais a figura de Che aos jovens".Ela lembrou que "Robert Redford teve a delicadeza de levar o filme a Havana, onde fomos os primeiros a vê-lo", e que, apesar da "crise de asma no barco, que me pareceu um pouco exagerada, todo o resto parece estar divino"."O filme é mais um canto à América Latina, a um continente às vezes desconhecido por muitos homens e mulheres neste mundo, que ao jovem Che Guevara", disse.No entanto, Aleida destacou que o filme "nos faz refletir" que Ernesto Che Guevara "não era só sensível à realidade, mas também dedicou o resto de sua vida a tentar transformá-la". Primeira dos quatro filhos de Ernesto Guevara e Aleida March e pediatra do hospital William Soler da capital cubana, ela disse que tem "poucas lembranças familiares", mas que todas elas lhe serviram para perceber a transcendência da figura de seu pai.Ela disse que a figura do Che "não foi suficientemente estudada" e que "sempre há coisas novas que podem ser ditas" sobre ele. Ela explicou também que "muitas pessoas vestem camisetas com sua imagem, mas às vezes não sabem responder sobre quem Che era e dizem algo superficial".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.