Para Almodóvar cinema vive grave crise de criatividade

Pedro Almodóvar, que compete na 59.ª edição do Festival de Cannes com Volver acha que o cinema atravessa uma terrível crise de criatividade devido à má qualidade dos roteiros. "Tanto na Europa como nos Estados Unidos, o cinema vive, há algum tempo, uma verdadeira crise de criatividade, sem dúvida a mais grave da História", declarou o renomado cineasta espanhol em entrevista publicada hoje no jornal francês Le Nouvel Observateur."É um paradoxo, já que a crise acontece quando os avanços tecnológicos são extraordinários", disse Almodóvar. "Se analisarmos a lista do Oscar, podemos perceber que o nível é incrivelmente baixo, mas em contrapartida sempre há ótimos atores". Para o autor de Tudo Sobre Minha Mãe e Fale com Ela, dois filmes vencedores do Oscar em 2000 e em 2003, respectivamente, a falta de atenção aos roteiros dos filmes é uma "verdadeira vergonha". Almodóvar lamentou que os roteiros não sejam muito bem trabalhados. "Não entendo como isso seja possível. O roteiro é a base de um filme. Eu reescrevi o de Volver umas vinte vezes", manifestou. "É como se agora o essencial fosse reunir estrelas e preparar efeitos especiais".Guerra nas Estrelas - A Vingança dos Siths (2005), filme de George Lucas, tem, na opinião do diretor espanhol, um modelo de roteiro impossível de ser apresentado a um produtor. "Está construído sobre uma idéia, uma só, que se repete e se repete e se repete sem cessar, e todo o resto é inteiramente gratuito". Quem dirigiu Guerra nas Estrelas - A Vingança dos Siths foi George Lucas, e não Steven Spielberg. Matéria corrigida em 11/05/06, às 10h50

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.