Panteras: por onde andam as estrelas da série original

O seriado As Panteras estreou na TV americana em setembro de 1976, com Farrah Fawcett, Jaclyn Smith e Kate Jackson nos papéis principais. Apesar de ser a estrela mais popular do programa e de lançar moda, principalmente com seu penteado, Farrah, que na época era casada com Lee Majors, o Homem de Seis Milhões de Dólares, abandonou a série ao final da primeira temporada. Foi substituída por Cheryl Ladd, que também se tornou popular. Kate Jackson saiu depois do terceiro ano e deu lugar à atriz Shelley Hack (que ficou apenas um ano) e depois por Tanya Roberts. Confira o paradeiro das Panteras mais populares.FARRAH FAWCETT - Considerada por Robert Duvall uma das atrizes mais subestimadas do showbiz americano, Farrah, de 53 anos, provou seu talento no telefilme Cama Ardente, em que ateia fogo na cama do marido que a violentava. Mas o problema é a fama de difícil que a acompanha desde que abandonou As Panteras. Na época, ela tinha ainda um ano de contrato pela frente e os produtores do seriado, Aaron Spelling e Leonard Goldberg (também produtor do filme que estréia hoje), a processaram por US$ 7 milhões. Mas tudo foi resolvido fora da corte, com Farrah concordando em aparecer em três outros episódios. Seu sucesso era tão grande que seu poster como pantera, lançado em 1976, vendeu mais de oito milhões de cópias. Quase 20 anos depois, Farrah posou para a Playboy, vendendo quatro milhões de exemplares. Em 1997, para promover outro ensaio de nudez na revista, ela foi ao programa de entrevistas do apresentador David Letterman e fez uma lendária participação, em que não falou nenhuma frase com nexo. Na época, começaram rumores de que ela estava usando drogas. No momento, ela saboreia um renascimento em sua carreira, escalada por Robert Altman no filme Dr. T and The Woman. O papel: a cunhada louquinha do médico ginecologista vivido por Richard Gere. No final das filmagens, Gere e Farrah já não se cumprimentavam mais. A ex-pantera também foi casada durante 18 anos com o ator Ryan O´Neal, com quem tem um filho adolescente. KATE JACKSON- Durante os três anos em que permaneceu na série, Kate não conseguiu uma folga dos produtores para tocar seus projetos paralelos. Por isso, em 1978, ela teve de recusar o papel que deu o Oscar de coadjuvante para Meryl Streep, o da mãe em Kramer vs. Kramer. Sem Regras para Amar (Making Love), o primeiro filme de Kate depois da série, provocaria grande discussão na imprensa, por ser o primeiro trabalho mainstream de Hollywood sobre homossexualidade - ela interpretava uma mulher que descobre que o marido é gay. Nos últimos anos, ela, que também teve três maridos e adotou uma criança, lutou contra um câncer no seio.JACLYN SMITH - Jaclyn, 55, foi a única a estrelar todos os 115 episódios da série nas cinco temporadas. Quando acabou, ela participou de inúmeras minisséries de TV - incluindo adaptações de livros de Sidney Sheldon e um papel de Jacqueline Kennedy Onassis. Mas também desenvolveria uma segunda carreira de sucesso, vendendo uma linha de roupas na K-mart, magazine popular nos EUA. É casada atualmente com um cirurgião-pediatra e tem dois filhos adolescentes, frutos de seu casamento com o diretor de fotografia Tony Richmond. CHERYL LADD- A atriz que substituiu Farrah Fawcett entrou no seriado como sua irmã mais nova também foi Grace Kelly numa minissérie televisiva. Ela confessa ter ficado nervosa antes de entrar em As Panteras, mas o produtor disse que exploraria seu lado comediante Atualmente, está no elenco do musical da Broadway Annie Get Your Gun.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.