Regis Duvignau/Reuters
Regis Duvignau/Reuters

Pai de Asia Argento acredita que Weinsten esteja por trás de acusações

O ator Jimmy Bennet afirmou que teve uma "relação sexual completa" não consentida com Asia Argento quando tinha 17 anos

AFP

24 Setembro 2018 | 15h21

O pai de Asia Argento, o cineasta Dario Argento, acusou nesta segunda-feira, 24, o produtor de cinema americano Harvey Weinstein de ter contratado o ator Jimmy Bennett para acusar sua filha de estupro.

"Nunca soube de uma mulher que estuprou um homem. Acredito que Weinstein está se vingando e usa tudo a seu alcance. Sabia do garoto e pagou a ele para atacar Asia", declarou Argento à rádio pública italiana.

Bennet, que acusa a atriz italiana Asia Argento de abusar sexualmente dele em 2013, confirmou no domingo em um programa da televisão italiana que teve uma "relação sexual completa" não consentida com a atriz, o que mudou sua vida.

Em entrevista ao Canal 7, o jovem, que tinha 17 anos na época dos fatos, explicou que no momento em que entrou no quarto de hotel em que Asia Argento estava, ela começou a beijá-lo.

"Primeiro eu pensei que era algo amigável, uma demonstração de carinho, mas depois seus beijos ficaram mais longos e eu entendi que ela estava procurando por algo mais", explicou o ator e cantor de rock americano, agora com 22 anos. Então "ela colocou as mãos em mim, empurrou-me para a cama e tirou minhas calças", disse ele.

Asia Argento, 20 anos mais velha do que ele, nega qualquer relação sexual com Jimmy Bennet, mas admitiu ter pago dinheiro ao jovem. Quando perguntado sobre por que manteve-se em silêncio após este suposto assédio, e sobre uma queixa de indenização financeira registrada anos após o caso, Bennet explicou que atravessou um período de grande confusão após o ataque, que mudou sua vida.

"Não vi a entrevista (...) mas li o que saiu na imprensa e o que alguns amigos contaram. Acredito que ele disse muitas mentiras e inclusive vulgaridades", comentou Dario Argento.

Quando perguntado se acreditava que Weinstein havia pagado ao jovem para que contasse essa história, Dario Argento respondeu: "sim, sim".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.