Ouça quem faz

.

23 de outubro de 2009 | 14h30

linkA roteirista Vera Egito (À Deriva) achou Aconteceu em Woodstock "um Ang Lee leve". Prefere Os Famosos e os Duendes da Morte, de Esmir Filho.

 

Veja também:

linkImagens do seu desejo

linkA vida dos outros

linkCompre o genérico

linkMusa francesa, fantasma austríaco

linkPontos no mapa

linkEm caso de emergência

linkConsulte um especialista

linkNão fuja do assunto

linkPode esperar

 

linkMarcelo Gomes (diretor de Viajo Porque Preciso, Volto Porque te Amo) não vai perder Ervas Daninhas, de Alain Resnais, e Shirin, de Abbas Kiarostami.

 

linkRenata Pinheiro (que levou o seu curta SuperBarroco a Cannes) acha que Tokyo!, com episódios dos "diretores visionários" Michel Gondry, Leos Carax e Bong Joon-Ho, põe lado a lado três construções visuais interessantes. E está curiosa para ver Hotel Atlântico, em que fez a direção de arte.

 

linkO ator Gero Camilo gostou da atuação dos colegas Gustavo Machado (em O Amor Segundo B. Schianberg) e Marat Descartes (em Os Inquilinos).

 

linkO diretor Marco Dutra (Um Ramo) saiu de Cannes mais fã dos portugueses: sugere Morrer como um Homem e Singularidades de uma Rapariga Loura.

Tudo o que sabemos sobre:
mostrasp2009

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.