Oscar não livra Polanski da polícia

Roman Polanski, de 69 anos, está na briga pelo Oscar, conforme anúncio feito hoje, mas não deve aparecer na cerimônia do dia 23 de março. O diretor de Chinatown e O Bebê de Rosemary é fugitivo da Justiça americana e a polícia já avisou que está disposta a prendê-lo, caso pise nos Estados Unidos.Polanski foi processado em 1977 por manter relações sexuais com uma adolescente de 13 anos na casa do ator Jack Nicholson, durante sua ausência. O diretor deixou Los Angeles e fugiu rumo a Paris antes de sair a sentença, no ano seguinte. Na década de 80, ele teria fechado um acordo extra-judicial com a vítima, que passou a dizer que não se oporia à volta ao país de seu agressor, em parte para diminuir o interesse no caso.Desde 1979, o diretor não recebia indicação alguma ao Oscar. Este ano, seu O Pianista recebeu um expressivo número de indicações: melhor filme, direção, ator (Adrien Brody), roteiro adaptado, fotografia, edição e figurino. A produção já lhe deu a Palma de Ouro em Cannes.

Agencia Estado,

11 de fevereiro de 2003 | 14h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.