Oscar é um fracasso de audiência nos EUA

A audiência norte-americana voltou a dar as costas ao Oscar, que, em sua 78.ª edição, perdeu 8% dos telespectadores em comparação ao ano passado, segundo o instituto de pesquisas Nielsen.Esta já era uma queda anunciada, uma vez que os cinco indicados na categoria de melhor filme eram produções independentes e pequenas, que arrecadaram menos de US$200 milhões de bilheteria nos EUA.O desinteresse da audiência foi tanto que poucos assistiram à surpresa final da cerimônia, quando Crash - No Limite ganhou o Oscar de melhor filme, no lugar do favorito O Segredo de Brokeback Mountain.Segundo os dados do instituto Nielsen, 38,8 milhões de pessoas acompanharam a cerimônia do Oscar nos Estados Unidos. O número é o mais baixo desde 2003, quando a vitória de Chicago interessou ainda menos pessoas, sendo assistida por apenas 33 milhões de espectadores.Quando Crash - No Limite ganhou o Oscar de melhor filme - depois de faturar os de melhor montagem e melhor roteiro original -, só 40% dos televisores dos EUA tinham a cerimônia em suas telas.Entre as razões da queda da audiência, a imprensa ressalta não só o tamanho das produções, mas também a falta de emoção na competição, sem grandes estrelas ou polêmicas.Além disso, outro motivo teria sido o mestre de cerimônias, o humorista do falso noticiário The Daily Show, Jon Stewart, um desconhecido para o grande público.

Agencia Estado,

07 de março de 2006 | 01h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.