Todd Wawrychuk/A.M.P.A.S./Handout via REUTERS
Todd Wawrychuk/A.M.P.A.S./Handout via REUTERS

Oscar 2021 tem a pior audiência televisiva da história da cerimônia

Premiação alcançou nova média mínima de 9,85 milhões de telespectadores nos Estados Unidos, uma queda de 58,3% em relação a 2020

Agências, AFP

26 de abril de 2021 | 17h40

LOS ANGELES, EUA - A audiência do Oscar deste ano despencou em mais da metade, alcançando uma nova média mínima de 9,85 milhões de telespectadores nos Estados Unidos, informou a rede de televisão ABC nesta segunda-feira, 26.

A enorme queda de 58,3% referente a 23,6 milhões, o mínimo histórico alcançado no ano passado, era amplamente esperada para a maior noite da indústria cinematográfica de Hollywood. Outras premiações realizadas durante a pandemia também sofreram baixas desastrosas na audiência.

Com os cinemas fechados na maior parte do ano e vários filmes com expectativa de grande sucesso, estrelados por atores renomados, adiados, uma safra menos conhecida de indicados competiu na cerimônia de domingo, em que Nomadland, de Chloé Zhao, foi o grande vencedor.



A queda de telespectadores também vem de uma tendência geral de baixas de vários anos para o Oscar, que ultrapassou 43 milhões de espectadores em 2014.

Entre os que não compareceram à cerimônia estava Anthony Hopkins, que surpreendeu ao triunfar como melhor ator por Meu Pai, um prêmio que se esperava que fosse para o falecido Chadwick Boseman. A categoria foi o prêmio final da noite.

O Oscar geralmente termina com a distinção de melhor filme, com muitos espectadores apontando que a falta de um discurso de aceitação no grande final da cerimônia foi outro elemento do anticlímax.

"Aos 83 anos, eu não esperava receber este prêmio, realmente não esperava", disse Hopkins em um vídeo postado em sua página do Instagram na manhã desta segunda-feira.

A cerimônia pouco ortodoxa do Oscar deste ano foi transferida para uma estação de trem glamourosa de Los Angeles, para cumprir o protocolo estrito imposto devido à pandemia covid-19, e reuniu as estrelas de Hollywood pela primeira vez em mais de um ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.