Mike Blake/Reuters
Mike Blake/Reuters

Oscar 2019: Glenn Close e Rachel Weisz são as favoritas dos leitores do 'Estado'

Em enquete, os eleitores elegeram Glenn Close, por 'A Esposa', como a principal concorrente ao prêmio de melhor atriz

Redação, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2019 | 14h55

Para os leitores do Estado, a atriz Glenn Close deve ser finalmente consagrada com o prêmio de melhor atriz no Oscar, cuja edição de 2019 será realizada neste domingo, 24. 

Numa enquete promovida pelo Caderno 2, a atriz, que concorre pelo filme A Esposa, apareceu como a favorita para 48% dos leitores. Esta já é a sétima indicação de Glenn Close ao Oscar, sem nunca ter levado a estatueta para casa. O favoritismo da atriz este ano vem pela vitória em outras premiações, como o Globo de Ouro e o Screen Actors Guild Awards. 

Com 25% dos votos, Lady Gaga aparece na segunda colocação, por sua atuação em Nasce Uma Estrela, pela qual venceu, em empate junto com Close, o prêmio de melhor atriz no Critics Choice Awards deste ano. Olivia Colman, de A Favorita, que venceu o Bafta (o Oscar britânico) e o Globo de Ouro de melhor atriz em filme de comédia, está em terceiro, com 14%. 

Na quarta e na quinta colocação da enquete, respectivamente, ficaram as atrizes Yalitzia Aparicio, de Roma, e Melissa McCarthy, de Poderia Me Perdoar?

Melhor atriz coadjuvante

O Estado também perguntou aos leitores quais são as favoritas na categoria de melhor atriz coadjuvante. Até esta terça-feira, 19, um empate foi registrado. As atrizes Rachel Weisz, de A Favorita, e Amy Adams, de Vice, lideram com 25% dos votos. 

Weisz, que já venceu um Oscar em 2006 por O Jardineiro Fiel, ganhou por A Favorita apenas o Bafta de melhor atriz coadjuvante. Já Amy Adams, que está em sua sexta indicação ao Oscar, sem nunca ter vencido, ainda não ganhou nenhum prêmio importante por sua atuação em Vice

Apenas dois pontos atrás das líderes, Emma Stone, também de A Favorita, aparece em terceiro lugar, com 23% dos votos. Logo atrás, na quarta colocação, com 18%, está Regina King, de Se a Rua Beale Falasse. Em termos de histórico de premiações, King, que está em sua primeira indicação ao Oscar, é a grande favorita, por ter vencido o Globo de Ouro e o Critics Choice Awards. 

A lanterna da enquete ficou com Marina de Tavira, de Roma.

Melhores atores

Numa enquete anterior, realizada pelo Estado, os leitores já haviam escolhido os seus favoritos nas categorias de atuação masculinas. Como melhor ator, o favorito foi Rami Malek, de Bohemian Rhapsody. Já como melhor ator coadjuvante, o eleito foi Mahershala Ali, de Green Book: O Guia

O Caderno 2 também quer saber quais filmes são os favoritos entre os leitores para o Oscar 2019. Vote aqui e escolha o melhor filme, melhor filme em língua estrangeira e melhor filme em animação. 

A cerimônia

A cerimônia de premiação do Oscar 2019 ocorre no dia 24 de fevereiro, no Dolby Theater, em Hollywood. Pela primeira vez em 30 anos, a festa não terá um apresentador oficial, depois que o comediante Kevin Hart deixou a cerimônia e nenhum substituto adequado foi encontrado.

Entre os filmes indicados ao Oscar 2019, se destacaram Roma A Favorita com 10 indicações, Pantera Negra, com 7 indicações, e Infiltrado na Klan, com 6.

Onde assistir ao Oscar

Na TV

A cerimônia de entrega do Oscar de 2019 será neste domingo, 24, com início às 22h pelo horário de Brasília. No País, o Oscar será transmitido na TV por dois canais. Na Globo, a transmissão vai iniciar com alguns prêmios já entregues, por começar apenas após o programa Big Brother Brasil 19. Já o canal pago TNT inicia a transmissão com o tapete vermelho às 21h. A premiação começa às 22h e será transmitida na íntegra. 

Para quem gosta de acompanhar o tapete vermelho, o desfile de celebridades que participam da premiação será transmitido pelo canal pago E! a partir das 19h. 

Na internet 

Os assinantes da TNT podem assistir à premiação por meio do serviço de streaming do canal, o TNT GO. É possível, também, acompanhar a premiação ao vivo no próprio site do Oscar

O Estado também vai acompanhar a premiação minuto a minuto, com informações do editor do Caderno 2, Ubiratan Brasil, direto de Los Angeles, e com comentários dos críticos Luiz Carlos Merten e Luiz Zanin. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.