Oscar 2005 deve premiar personagens reais e ficcionais

Sem a fantasia de J.R.R. Tolkien para dominar a noite da cerimônia de entrega do Oscar, como ocorreu este ano, uma excêntrica mistura de personagens da vida real com outros da ficção pode ocupar o espaço deixado pelas figuras fantásticas de O Senhor dos Anéis.Entre os personagens que se destacaram este ano estão o bilionário Howard Hughes, em The Aviator, o cantor cego Ray Charles, em Ray, o sexólogo Alfred Kinsey, em Kinsey, o revolucionário Che Guevara, em Diário de Motocicleta, o advogado paraplégico que queria a eutanásiaRamon Sampedro, em The Sea Inside, o bom samaritano hospedeiro, Paul Rusesabagina, em Hotel Rwanda e o sujeito que escreveu Peter Pan, J.M. Barrie, em Finding Neverland.Nenhum nome tem se consolidado como o favorito para o Oscar entre as categorias, abrindo espaço para uma disputa entre as biografias e a ficção. No ano passado o épico O Senhor dos Anéis - O Retorno do Rei faturou a estatueta em 11 categorias para as quais foi indicado, incluindo melhor filme e melhor diretor. Enquanto algumas pessoas dizem que 2004 não rendeu bons concorrentes, a verdade é que o número de prováveis fará da noite do Oscar, em 27 de fevereiro, muito menos previsível que a deste ano. A lista dos indicados ao Oscar será divulgada em 25 de janeiro de 2005. Veja quem são os prováveis concorrentes.Na categoria melhor filme, The Aviator, de Martin Scorsese; Finding Neverland, Marc Forster; Ray, de Taylor Hackford; Kinsey, de Bill Condon, Hotel Rwanda, de TerryGeorge; The Sea Inside Alejandro Amenabar e Diários de Motocicleta, de Walter Salles. Os dois últimos, sendo estrangeiros (The Sea Inside é espanhol) têm poucas chances como melhor filme. Very Long Engagement de Jean-Pierre Jeunet e A Casa das Adagas Voadoras, de Zhang Yimou, têm o mesmo problema. Suntuosamente filmado, O Fantasma da Ópera, de Joel Schumacher, pode se juntar a Moulin Rouge! e Chicago como o terceiro musical dos últimos quatro ano a ser indicado ao Oscar de melhor filme depois de o gênero ficar de fora por quase duas décadas.Os hits mais polêmicos do ano, A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, e Fahrenheit 11 de Setembro, de Michael Moore estão polarizando alguns votos. Shrek 2 e Os Incríveis vão brigar pelo Oscar de melhor animação, mas como dois dos melhores filmes do ano, eles podem concorrer como melhor filme também. Outras possibilidades são MillionDollar Baby, de Clint Eastwood, Closer, de Mike Nichols, e o drama de Mike Leigh, Vera Drake.Na categoria melhor ator, os possíveis indicados são: Jamie Foxx, como Ray Charles, em Ray; Leonardo DiCaprio, como Howard Hughes, em The Aviator; Johnny Depp como J.M. Barrie, em Finding Neverland;Javier Bardem, como Ramon Sampedro, em The Sea Inside, Don Cheadle, como Paul Rusesabagina, em Hotel Rwanda, Clint Eastwood, em Million Dollar Baby; Liam Neeson como Alfred Kinsey, em Kinsey;Paul Giamatti, em Sideways e Jude Law, em Closer. Além deles, Kevin Bacon, em The Woodsman; Bill Murray, em The Life Aquatic With Steve Zissou; JimCarrey, em Brilho Eterno de Uma Mente sem Lembranças; Tom Cruise, em Colateral; Gerard Butler, em O Fantasma da Ópera; John Travolta, em A Love Song for Bobby Long; Gael Garcia Bernal, em Diários de Motocicleta também estão na briga.Já, como melhor atriz, podem ser indicadas Hillary Swank, por Million Dollar Baby, Anette Bening, por Being Julia, Tea Leoni e Paz Vega, por Spanglish, Imelda Staunton, por Vera Drake, Audrey Tautou, por A Very Long Engagement, Julia Roberts, por Closer e Kate Winslet, por Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças. Emmy Rossum também pode ser uma das indicadas, por O Fantasma da Ópera, assim como ScarlettJohansson, por A Love Song for Bobby Long, Laura Dern, por We Don´t Live HereAnymore; Catalina Sandino Moreno, por Maria Full of Grace, e Uma Thurman, por Kill Bill.Entre os diretores, a disputa também deve ser acirrada. Martin Scorsese, por The Aviator, Clint Eastwood, por Million Dollar Baby; James L. Brooks, por Spanglish; Joel Schumacher, por O Fantasma da Ópera; Mike Nichols, por Closer; Marc Forster, por FindingNeverland; Alexander Payne, por Sideways; Zhang Yimou, por A Casa das Adagas Voadoras; Jean-Pierre Jeunet, por A Very Long Engagement;Michael Moore, por Fahrenheit 11 de Setembro; Bill Condon, por Kinsey; Brad Bird, por Os Incríveis; Alejandro Amenabar, por The Sea Inside; Terry George, por Hotel Rwanda; Mike Leigh, por Vera Drake; e Walter Salles, por Diários de Motocicleta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.