Oscar 2003 fecha em alta grade de anunciantes

A crise da economia americana parece não ter afetado o Oscar. A rede ABC, detentora dos direitos de transmissão, já fechou a grade de anunciantes da festa. Espaços publicitários de 30 segundos foram vendidos a US$ 1,4 milhão cada, o que representa um aumento de cerca de US$ 200 mil, conforme a publicação Ad Age. A aposta da emissora é de que o faturamento recorde da indústria do cinema em 2002 ajude a elevar a audiência da 75.ª edição do Oscar.A cerimônia tem historicamente a segunda maior audiência da TV americana, atrás apenas da final de campeonato de futebol americano, o Superbowl. Mas, segundo analistas, a platéia do Oscar tem maior poder aquisitivo, o que a valoriza. A expectatica é de que o Oscar 2003, que acontece em 23 de março, seja visto por pelo menos 42 milhões de telespectadores americanos. Entre as empresas que decidiram apostar na festa estão a Pepsi, a General Motors e a J.C. Penney.

Agencia Estado,

24 de fevereiro de 2003 | 16h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.