Oscar 2001: ainda sem favoritos

Três premiações, três filmes. Neste fim de semana foi a vez da Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles anunciar sua lista de melhores produções de 2000. Seu prêmio de melhor filme ficou com uma fita estrangeira: O Tigre e o Dragão, de Ang Lee. Outros dois grupos de críticos, o National Board of Review e o New York Film Critics Circle, escolheram na semana passada Contos Proibidos do Marquês de Sade e Traffic, respectivamente, com os melhores filme deste ano. O próximo Oscar não tem mesmo favoritos.Os críticos de Los Angeles dão continuação à temporada de premiações em Hollywood, que culminam com o Globo de Ouro (cujas indicações saem na quinta-feira), em janeiro, e o Oscar, em março. O prêmio de melhor ator ficou com Michael Douglas, por seu trabalho em Garotos Incríveis. No filme de Curtis Hanson, ele interpreta um professor universitário que lida com um garoto prodígio. Julia Roberts levou o prêmio de melhor atriz por sua participação em Erin Brockovich, de Steven Soderbergh, que ganhou o de melhor diretor por este trabalho e por Traffic, que estréia nos Estados Unidos esta semana.A associação também homenageia os vice-campeões em cada categoria: Garotos Incríveis, Javier Bardem (por Antes que Anoiteça), Laura Linney (por You Can Count on Me) e Ang Lee (por O Tigre e o Dragão).Willem Dafoe foi considerado o melhor ator coadjuvante, por Shadow of the Vampire, enquanto Frances McDormand ganhou na categoria de melhor atriz coadjuvante por dois trabalhos: Quase Famoso e Garotos Incríveis.O prêmio de melhor filme estrangeiro ficou com o aclamado Yi Yi, de Edward Yang (Taiwan). A melhor animação foi A Fuga das Galinhas e o melhor documentário, Dark Days, de Mark Singer.Contos Proibidos do Marquês de Sade ganhou várias categorias da premiação do National Board of Review, divulgada no início da semana passada. Nesta, Julia Roberts foi considerada a melhor atriz (por Erin Brockovich) e Javier Bardem, o melhor ator.O drama Traffic, sobre traficantes de drogas, levou o prêmio principal do New York Film Critics Circle na quarta-feira. O prêmio de melhor ator ficou com Tom Hanks, por seu trabalho em Cast Away, de Robert Zemeckis. O de melhor atriz foi para Laura Linney, pelo filme independente You Can Count on Me.O Tigre e o Dragão é um dos favoritos aos principais prêmios desta temporada, por conta de sua mistura perfeita de love story e artes marciais, além de alguns dos melhores efeitos especiais do cinema nos últimos tempos. Seu ponto negativo, para Hollywood, é ser em mandarim e não inglês.

Agencia Estado,

18 de dezembro de 2000 | 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.