Osasco faz 1.ª Mostra de cinema brasileiro

Rubens Ewald Filho é o comentaristaoficial do Oscar, na TV brasileira. Muda a rede que faz atransmissão para o País, pode ser o SBT ou a Globo, mas Rubinhoestá sempre diante das câmeras comentando a grande festa docinema. Rubinho veste de novo o black-tie e sobe nesta quarta-feira aopalco do Teatro Municipal de Osasco, na Grande São Paulo, para aapresentação da noite de abertura da 1.ª Mostra do CinemaBrasileiro. Há muitas mostras de cinema nacional pelo País. Celebramaquilo que Paulo José, no especial Retratos Brasileiros, doCanal Brasil, definiu da seguinte maneira: "O Brasil faz omelhor cinema brasileiro do mundo, quando não está preocupado emcopiar Hollywood; aí é uma porcaria". Osasco será sede agora domais novo evento cinematográfico nacional. A mostra, que seráinaugurada com O Invasor, de Beto Brant, em presença dodiretor, vai até domingo exibindo, em sessões gratuitas, novelongas e oito curtas. Os demais longas da programação são: Os Xeretas, deMichael Ruman; Três Histórias da Bahia, de Edyala Yglésias,José Araripe Jr. e Sérgio Machado; O Grilo Feliz, de WalbecyRibas; Netto Perde Sua Alma, de Beto Souza e Tabajara Ruas;Copacabana, de Carla Camurati; Carrego Comigo, de ChicoTeixeira; e Menino Maluquinho 2 - A Aventura, de FabríziaAlves Pinto e Fernando Meirelles. A mostra termina no domingocom a exibição de Bellini e a Esfinge, que Roberto Santucciadaptou do romance policial do titã Tony Bellotto. Vários dessesfilmes já estrearam em São Paulo. Permanecem inéditos em Osasco,que, fazendo parte da Grande São Paulo, está aqui grudadinha. Sóisso já dá uma idéia das distorções que regem o mercado dadistribuição e da exibição cinematográficas no País. Promovido pela Prefeitura municipal de Osasco, por meioda Secretaria de Cultura, o evento tem curadoria de José Luís deAlmeida. Conhecido projecionista, ele foi contactado paraassumir a parte técnica da mostra. Opinou tanto sobre o quedeveria ser uma programação especial para promover o cinemabrasileiro que terminou curador. Sua idéia é complementar asprojeções com debates, de forma a aproximar o público de Osascodos artistas e técnicos que estão consolidando o cinema no País,após as dificuldades do começo da retomada, nos anos 90, após aera Collor. Ele informa que a mostra integra um projeto mais amplo,do qual fazem parte o Cinevídeo na Biblioteca de Osasco, apesquisa sobre a história do cinema em Osasco, a realização deuma Mostra Internacional de Cinema e a criação do Museu daImagem e do Som. Tudo isso compõe o Projeto Cine Osasco, paratransformar a cidade num pólo. O curador só espera que sejacriada uma fundação para levar adiante o projeto, para que elenão sofra sobressaltos a cada mudança de administração. Serviço - 1.ª Mostra de Cinema Brasileiro em Osasco. Quarta, às19 horas, "O Invasor", de Beto Brant. Quinta, às 10 horas e 15horas, "Os Xeretas", de Michael Ruman, "Palíndromo", de PhilippeBarcinski, "O Branco", de Ângela Pires e Liliana Sulzbach;quinta, às 19h, "Zagati", de Edu Felistoque e Nereu Cerdeira,"Seu Nenê", de Carlos Cortez, "3 Histórias da Bahia", de EdyalaYglésias, José Araripe Jr. e Sérgio Machado. Sexta, às 10 horase 15 horas, "O Grilo Feliz", de Walbercy Ribas, "Zagati", de EduFelistoque e Nereu Cerdeira, "Seu Nenê", de Carlos Cortez; sexta às 19h, "Negócio Fechado", de Rodrigo Costa, "A Revolta doVideotape", de Rogério de Moura, "Netto Perde Sua Alma", de BetoSouza e Tabajara Ruas. Sábado, às 10 horas e 15 horas, "OsXeretas", de Michael Ruman, "Negócio Fechado", de Rodrigo Costa"A Revolta do Videotape", de Rogério de Moura; sábado, às 19h,"Retrato Pintado", de Joe Pimentel, "BMW Vermelho", de ReinaldoPinheiro, "Copacabana", de Carla Camurati, "Carrego Comigo", deChico Teixeira. Domingo, às 10 horas e 15 horas, "MeninoMaluquinho 2 - A Aventura", de Fabrízio Alves Pinto e FernandoMeirelles, "Retrato Pintado", de Joe Pimentel, "BMW Vermelho",de Reinaldo Pinheiro; domingo, às 19h, "Palíndromo", de PhilippeBarcinski, "O Branco", de Ângela Pires e Liliana Sulzbach,"Bellini e a Esfinge", de Roberto Santucci. De quarta a domingo.Grátis, com retirada antecipada de senhas. Teatro Municipal deOsasco. Avenida dos Autonomistas, 1.533, Osasco, Grande SãoPaulo, tel. 3685-9596.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.