Valerie Macon/AFP
Valerie Macon/AFP

Organizadores do Globo de Ouro anunciam doação para instituições de defesa do jornalismo

A Associação de Imprensa Estrangeira, que concede os prêmios, anunciou que vai dar ajuda de dois milhões de dólares a duas organizações

AFP

08 Janeiro 2018 | 11h16

A Associação de Imprensa Estrangeira, que concede os prêmios do Globo de Ouro, anunciou, durante a realização da 75ª edição do evento, na noite de domingo, 7, a doação de dois milhões de dólares a duas organizações de defesa do jornalismo, visando a combater o que consideram crescentes ameaças à liberdade de imprensa.

++ Veja a lista de vencedores do Globo de Ouro 2018

As organizações beneficiadas são o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos e o Comitê para a Proteção de Jornalistas. A presidente da associação, a jornalista indiana Meher Tatna, disse que essa entidade foi fundada para cobrir o entretenimeno, mas que ampliou sua missão para defender os jornalistas vítimas de ataques em seu trabalho.

O Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos, uma rede com sede Washington e que apoia as investigações transfronteiriças sobre corrupção e abuso de poder, agradeceu à "generosa doação que permitirá colocar sob escrutínio regimes repressivos e perigosos e sistema criados para canalizar cada vez mais recursos do mundo em mãos dos ricos e poderosos", segundo comunicado de seu diretor, Gerard Ryle.

++ Discursos no Globo de Ouro são marcados por protestos

O Comitê para a Proteção de Jornalistas, que defende os jornalistas em todo o mundo, também agradeceu à doação.

Mais conteúdo sobre:
Globo de Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.