ONG pede a Penélope Cruz que evite diamantes Graff no Oscar

Segundo ONG, firma detém 9% da Gem Diamonds, que quer explorar terras dos indígenas de Botsuana, na África

EFE,

17 de fevereiro de 2009 | 19h59

A ONG Survival International pediu à atriz espanhola Penélope Cruz e à britânica Kate Winslet, nesta terça, 17, que não usem diamantes da firma Graff na cerimônia do Oscar no próximo domingo, em Los Angeles.  Veja também:Especial do Oscar Em um comunicado divulgado em Londres, a Survival convoca ambas as candidatas a rejeitar essas joias, pois a Grass é proprietária de 9% da empresa Gem Diamonds, que planeja explorar uma mina de diamantes nas terras do povo indígena bosquímano em Botsuana, na África. Stephen Corry, diretor da ONG, disse que explorar uma mina no território dos bosquímanos "sem seu consentimento, seria ilegal em muitos países e deveria ser ilegal em qualquer lugar". "Enquanto possui uma parte da Gem Diamonds, Graff estará inevitavelmente manchada pelo que está ocorrendo com os bosquímanos, que é um dos escândalos mais antigos de Botsuana. Graff deve aceitar sua parte de responsabilidade", disse Corry. Survival fez o pedido a Penélope Cruz pois ela é candidata ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por seu papel no filme Vicky, Cristina, Barcelona, enquanto Kate Winslet aspira ao prêmio de melhor atriz por O Leitor. No último dia 10, a ONG defensora dos direitos das populações indígenas de todo o mundo instou mulheres famosas como Naomi Campbell, Victoria Beckham e Elizabeth Hurley a deixar de usar joias da Graff. A Survival convocou um protesto diante da loja da Graff no centro de Londres, onde duas dezenas de pessoas agitaram cartazes com dizeres como "Diamantes de Botsuana, desespero para os bosquímanos" e "Boicote à Graff". A ONG não se cansa de lembrar que o governo botsuano expulsou os índios bosquímanos de suas terras em 2002 para - entre outras razões - permitir a exploração de minas de diamantes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.