Odete Lara volta à cena em Tiradentes

Odete Lara, musa do cinema nacional nas décadas de 60 e 70, está em Tiradentes, em Minas Gerais, para receber uma homenagem especial na 4ª Mostra de Cinema. Ela visita pela primeira vez a cidade, onde serão exibidos hoje e amanhã dois longas-metragens e um curta, na série Retrospectiva Odete Lara. A atriz anunciou que vai atuar em breve em uma produção ligada à obra de Guimarães Rosa.Odete está afastada do cinema desde 1975. Ela ressalta que, ao contrário do que muitos dizem, não se afastou para se dedicar ao budismo. "Chegou um momento na minha vida em que ou eu alimentava o mito que havia ou buscava a minha verdade. Afastei-me do trabalho de atriz e o budismo veio em conseqüência desta busca", diz a atriz, que hoje é também escritora e tradutora. "O cinema se esgotou para mim, senti vontade de fazer outras coisas", completa, ressaltando que vibra muito com a volta do sucesso do cinema brasileiro.Entretanto, Odete deve voltar às telas em breve. Ela vai participar de um projeto de Ângelo Antônio e seu irmão, Paulo Carneiro, que pretendem filmar uma história de Guimarães Rosa chamada Lélio e Lina. Segundo a atriz, ela resolveu aceitar um convite por ter um contato espiritual intenso com os dois irmãos e também pelo caráter teológico de Guimarães que será retratado no filme. Este trabalho será uma produção de Marcos Altberg e ainda está em fase de captação de recursos.Odete, hoje com 71 anos, fez mais de 40 filmes e mora em um sítio em Friburgo (RJ). Dedica-se à escrita e à leitura, tendo feito sete traduções de teor budista e escrito três livros auto-biográficos. Seu próximo projeto literário está relacionado a poesias, mas ela não revela detalhes. Outra paixão é viajar. "Conheci vários lugares interessantes. Estive na Turquia, Israel, Andaluzia, Marrocos, China, Tibet e Cuba."Quanto à homenagem feita pela curadoria da mostra, Odete diz que se sente feliz, mas estranha. "Eu acho estranho, pois tem muito tempo que me afastei e não estou na mídia. Estou muito feliz de estar aqui, Tiradentes é uma cidade que eu queria conhecer há muito tempo", afirma. Lara Quando perguntada sobre a produção do filme Lara , pela cineasta Ana Maria Magalhães, ele tem a resposta literalmente pronta. "Não estou acompanhando as filmagens. Considero Ana Maria uma guerreira como eu. Creio que ela escolheu essa história porque, em alguns pontos, se identificou como atriz e mulher."As filmagens começaram em 1995 e, segundo Odete, terminaram recentemente. Lara está baseado nas auto-biografias escritas por Odete, que foi convidada para colaborar com o roteiro. A atriz diz que tentou, mas não conseguiu. "Três dias foram suficientes para sentir que não conseguiria, pois me obrigaria a ficar remoendo por meses a fio cenas dolorosas e mesmo traumáticas da minha vida, as quais foram escritas por mim na tentativa de me livrar delas". Retrospectiva Odete Lara - Hoje os longas estão de volta à programação de Tiradentes. O público jovem, que nunca teve a oportunidade de ver Odete Lara atuando, tem hoje a oportunidade de assistir, às 22h, no Cine Tenda, o curta Flores para os Mortos , de Joel Yamagi, e Noite Vazia , de Walter Hugo Khouri. Amanhã (25), às 20h, é a vez de Copacabana me Engana , de Antônio Carlos Fontoura, também no Cine Tenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.