"O Último Samurai" de Tom Cruise chega às telas

A primeira impressão que desperta OÚltimo Samurai é que se trata de um filme de aventuras paraadultos, um lançamento caro, com astro famoso,Tom Cruise no papel principal, e forte candidato ao Oscar de melhor filme.O filme é, à sua maneira, crítico da modernização, ou doque esta implica em termos de desumanização das relaçõeshumanas. O ocidental é um desgarrado da civilização. Encontrouna anestesia pelo álcool uma forma de sobrevivência. Quandoentrar em contato com outra cultura, poderá humanizar-se outravez. À custa de muito e muito sangue e também à custa de umarenúncia a seus valores - que aliás, àquela altura, já estavambem desgastados. Tom Cruise, diga-se, está muito bem no papel de NathanAlgren, capitão que serviu no 7.º de Cavalaria sob as ordens dogeneral Custer, aquele que dizia que índio bom é índio morto.Algren lutou, conviveu com o horror e saiu machucado da guerra.Tornou-se alcoólatra. Seu conhecimento da arte militar encontraemprego numa luta no outro lado do mundo, o Japão. Katsumoto(Ken Watanabe) é o líder samurai contra o qual as forças demodernização irão lutar. Algren luta contra Katsumoto. Sãoinimigos, a princípio. Depois, o americano é capturado pelojaponês, e a amizade nasce entre os dois. É uma história deamizade viril, no velho estilo do Oeste americano, masambientada no Japão dos samurais. Funciona. Não falta beleza ao filme que, diz o diretor EdwardZwick, seria inspirado no clássico de Akira Kurosawa, Os SeteSamurais. Respeita a linguagem, mesclando interlocutores que falem inglês com Cruise, com nativos falam japonês entre si. Em atenção a esse aspecto da produção, o Cinemarkavisou que uma das cópias do filme, a ser exibida em um horáriodiário no Shopping Estação Santa Cruz, será dirigida àcomunidade japonesa de São Paulo, com legendas em japonês naspartes faladas em inglês (cerca de 80% do tempo).O Último Samurai (The Last Samurai) ? Ação. Dir.Edward Zwick. EUA-N.Zel/2003. Dur. 154 min. Com Tom Cruise,Thimoty Spall, Ken Watanabe. 14 anos

Agencia Estado,

16 de janeiro de 2004 | 17h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.