" O Retorno do Rei" lidera bilheteria nos EUA

O diretor Peter Jackson diz que se perguntou muitas vezes se valeu a pena investir sete anos de sua vida para filmar a trilogia de O Senhor dos Anéis.Mas ao ver os números, suas dúvidas devem ter desaparecido. As Duas Torres teve a maior bilheteria da história em 10 países dos 14 em que estreou e faturou US$ 26 milhões em apenas um dia nos EUA, desbancando o recordista, justamente a primeira parte, A Sociedade do Anel. Mas se, mesmo assim, o diretor ainda não estiver totalmente seguro, O Senhor dos Anéis ? O Retorno do Rei certamente vai por um fim à questão. O longa, que estréia no Brasil dia 25, O Retorno do Rei arrecadou US$ 73,6 milhões no primeiro fim de semana desde sua estréia na quarta-feira, liderando a bilheteria nos Estados Unidos. O filme acumulou US$ 125, 1 milhões em cinco dias, informaram os estúdios de cinema neste domingo. Esta cifra supera amplamente a bilheteria das versões anteriores.O último filme da trilogia é, como o próprio Peter Jackson define, ?um clímax do começo ao fim?. Ele mesmo já admitiu que os dois primeiros foram pretextos para fazer a obra-prima final.O Retorno do Rei começa agradando até aqueles que não são fãs da história de J.R.R. Tolkien: resgata o descobrimento do Anel no fundo de um lago por dois irmãos hobbits, Deagol e Smeagol, que disputam até a morte a posse do amuleto. Smeagol ganha, mas sua ganância o transforma, aos poucos, em Gollum, a figura principal de As Duas Torres, cujo caráter só será definido no final da trilogia.A partir daí o público embarca numa belíssima aventura, uma combinação perfeita entre as relações pessoais de A Sociedade do Anel e a ação de As Duas Torres - exatamente o que prometeu Viggo Mortensen, o Aragorn, quando esteve no Brasil recentemente para divulgar o filme.

Agencia Estado,

21 de dezembro de 2003 | 23h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.