"O Que Você Faria": título errado para um filme forte

Em entrevista na abertura do 1.ºFestival de Cinema Latino-Americano de São Paulo, o diretor de"El Método", Marcelo Piñeyro, disse que teve duas obras dereferência para a realização do filme que agora estréia, com otítulo absurdo de "O Que Você Faria?" É absurdo porque cabe,rigorosamente, em todos os filmes da história do cinema e não dáa mínima idéia da crítica que o cineasta quer fazer à economiado mundo globalizado. As obras de referência foram "A Noite dos Desesperados",de Sydney Pollack, e "A Chinesa´, de Jean-Luc Godard. Doisfilmes que usam um microuniverso para falar do macro. Um grupode maoístas que discute a revolução num apartamento, em Paris, eoutro sobre competidores num concurso de dança, durante adepressão econômica, nos Estados Unidos. No de Piñeyro, é um grupo de candidatos a executivos quepassam pelo crivo de seleção de uma multinacional. O método édesumano. Prevê todo tipo de embates, até físicos, entre oscandidatos. O diretor usou tecnologia digital, para termobilidade com a câmera no ambiente fechado. O mundo que se vê da janela do escritório foi feito emcomputador, no processo de pós-produção que o próprio MarceloPiñeyro definiu como complicado. O partido estético impressiona,até pela modernidade, mas a força do filme vem das relações. Apersonagem da mulher fornece a chave e é magnífica. O mundoglobalizado ficou pior, mas o cinema do argentino MarceloPiñeyro continua ótimo.O Que Você Faria? (El Método, Espanha-Argentina-Itália/2005,115 min.) - Drama. Dir. Marcelo Piñeyro. 14 anos. EspaçoUnibanco 1 - 14 h, 16h30, 19 h, 21h30. HSBC Belas Artes 2 - 15 h17h10, 19h20, 21h30. Lumière 2 - 15h40, 18h10, 20h40. Cotação:Ótimo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.