Universal
Universal

'O Mistério do Relógio na Parede' lidera as bilheterias nos EUA

Documentário político de Michael Moore sobre Trump e cinebiografia da escritora francesa Colette estão entre as estreias

O Estado de S.Paulo

23 Setembro 2018 | 19h09

O Mistério do Relógio na Parede, fantasia dirigida por Eli Roth com base no popular livro infantil de John Bellairs, encerrou o fim de semana na liderança das bilheterias americanas.

O filme, que conta com Jack Black e Cate Blanchett em seu elenco, bateu O Albergue como a melhor estreia do diretor, arrecadando 26,8 milhões de dólares nos Estados Unidos, além de 3,1 milhões de dólares no exterior.

Entre os estreantes da semana, um dos principais títulos foi Fahrenheit 11/9, documentário político de Michael Moore que critica a eleição presidencial de 2016 e o subsequente mandato de Donald Trump à frente da Casa Branca. No entanto, o filme rendeu abaixo das expectativas, fazendo 3,1 milhões de dólares. 

Em seu segundo fim de semana em cartaz, Um Pequeno Favor ficou na vice-liderança das bilheterias, com 10,4 milhões de dólares, pouco acima do terror A Freira, que faturou 10,2 milhões de dólares.

Exibido apenas em quatro cinemas, a cinebiografia Colette, sobre a escritora francesa que foi obrigada a publicar seus livros sob o nome do marido, arrecadou 156 mil dólares.

Outro lançamento limitado foi The Sisters Brothers, uma comédia situada no Velho Oeste, dirigida por Jacques Audiard, com 122 mil dólares em quatro salas.

Mais conteúdo sobre:
cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.