"O Invasor" leva seis prêmios em Miami

Seis prêmios no Festival deBrasília do ano passado, oito no do Recife, este ano. OInvasor, de Beto Brant, não pára de colecionar prêmios. No fimde semana, acrescentou mais seis ao seu currículo. O Invasorfoi o grande vencedor do 6.º Festival do Cinema Brasileiro deMiami. Ganhou o prêmio Lente de Cristal nas categorias de filme,direção, ator coadjuvante (Paulo Miklos), fotografia (TocaSeabra), trilha sonora (Sabotage & Instituto, Pavilhão 9,Tolerância Zero e Professor Antena) e som (Louis Robin e BetoFerraz). A todos esses prêmios - 20 no total -, O Invasorsoma o de melhor filme latino-americano do Sundance Festival, emjaneiro. E não se pode esquecer que integrou a seleção oficialdo Festival de Berlim, a Berlinale, em fevereiro. A Partilha, de Daniel Filho, baseado na peça deMiguel Falabella, ganhou dois prêmios importantes: o de roteiroe o do júri popular, mas a vitória acachapante foi mesmo de OInvasor. Vários troféus recebidos pelo thriller de Beto Brantforam a confirmação de outros que já havia ganhado em Brasília eno Recife. Você pode ver o filme, ainda em cartaz, ou ler olivro. O roteiro de Marçal Aquino baseia-se numa história que oescritor havia deixado interrompida. Finalizada em parceria como diretor, ela chegou às livrarias num volume que une esse textoao roteiro. O lançamento é da Geração Editorial. No País, OInvasor virou um fenômeno de mídia, respaldado pelo público.Possui grande empatia com as platéias jovens, principalmente.Com poucas cópias - atualmente existem oito circulando peloBrasil -, foi visto por 80 mil espectadores e ainda faltaestrear em praças importantes. Beto poderia ter ido a Miami. Prefere acompanhar acarreira do filme no Brasil. Embora o mercado preferencial aindaseja o de cinema, com lançamentos no dia 21 em Brasília e BeloHorizonte, já trabalha no DVD, que sairá pela Europa, emsetembro, com extras que incluem o documentário No Encalço doInvasor, de Marcelo Trota. No mercado do filme, em Cannes, O Invasor foivendido para a Inglaterra e deverá integrar a seleção doFestival de Londres, podendo vir a colecionar mais prêmios.Também em Cannes, o Grupo Novo de Cinema, que negocia osdireitos de filmes brasileiros no exterior, anunciou queprodutores americanos estavam interessados em comprar OInvasor, com vistas a uma refilmagem. Na verdade, essahistória já vem rolando desde o Sundance, mas Beto Brant não temfeito muita questão de levar o assunto adiante. Ele não sabe denegociações em Cannes. Acha que foram só boatos. Os jornalistasbrasileiros na Croisette, de qualquer maneira, até brincavam."E breve, nas telas, The Trespasser, com Arnold Schwarzeneggerno papel do titã Paulo Miklos."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.