Warner
Warner

'O Esquadrão Suicida' e mais: veja as estreias do cinema desta semana

Entre os nacionais, Piedade, de Cláudio Assis, e Doutor Gama, de Jeferson De, estão entre os destaques

Mariane Morisawa, Especial para o Estadão

06 de agosto de 2021 | 05h00

Nem parece que ainda estamos em pandemia, dado o número de estreias nos cinemas nesta semana. A principal é O Esquadrão Suicida. A diferença, além do artigo “O” no título, é o diretor – sai David Ayer, entra James Gunn – e alguns personagens novos, como o Sanguinário, de Idris Elba.

Também não faltam filmes nacionais, mostrando as várias caras do Brasil, como Piedade, de Cláudio Assis; Vento Seco, de Daniel Nolasco; Doutor Gama, de Jeferson De; e Mangueira em 2 Tempos, de Ana Maria Magalhães. O brasileiro Fernando Gronstein Andrade filmou em Nova York Abe, em inglês. 

No streaming, o cinema nacional também vem forte na Première Brasil do Festival do Rio, na retrospectiva Ugo Giorgetti, no ciclo A Luta Yanomami e no especial O Novíssimo Cinema da Paraíba. 

PRÉ-ESTREIA

Ema

Dir. Pablo Larraín. O relacionamento da dançarina Ema (Mariana Di Girolamo) e do coreógrafo Gastón (Gael García Bernal) fica conturbado depois de uma questão com a adoção de uma criança. O filme participou da competição do Festival de Veneza de 2019.

ESTREIAS

O Esquadrão Suicida

 

Dir. James Gunn. Eles estão de volta, sob nova direção – e com novos integrantes. O grupo de supervilões formado por Arlequina (Margot Robbie), Sanguinário (Idris Elba), Pacificador (John Cena), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), entre outros, é jogado numa ilha cheia de guerrilheiros.

Abe

 

Dir. Fernando Grostein Andrade. O cineasta brasileiro conta a história de um menino de 12 anos (Noah Schnapp) que tenta unir suas famílias judia e árabe por meio da comida, em Nova York. Seu Jorge participa como o chef Chico.

O Diabo Branco

 

Dir. Ignacio Rogers. Quatro amigos viajando pelo interior da Argentina encontram um homem misterioso e descobrem uma lenda que assombra um local nesta produção que se inspira nos filmes de terror dos anos 1980 e 1990, como A Hora do Pesadelo e Sexta-Feira 13. 

Vento Seco

 

Dir. Daniel Nolasco. O cineasta, que é de Goiás, apresenta a cultura gay do interior do Brasil por meio de Sandro (Leandro Faria Lelo), que tem seu dia a dia alterado com a chegada de um forasteiro. O filme também está disponível na plataforma digital Sala Maniva.

Piedade

Dir. Cláudio Assis. A vida de Dona Carminha (Fernanda Montenegro) e de sua família, formada por seu filho Omar (Irandhir Santos), seu neto Ramsés (Francisco Assis) e sua filha Fátima (Mariana Ruggiero), é transformada pela chegada de Aurélio (Matheus Nachtergaele), executivo de uma empresa petrolífera, com revelações que se referem a Sandro (Cauã Reymond) e seu filho Marlon (Gabriel Leone). 

Doutor Gama

 

Dir. Jeferson De. Esta rara biografia sobre um personagem histórico negro fala de Luiz Gama, que foi escravizado quando criança, mas conquistou sua liberdade e virou advogado, ajudando a libertar mais de 500 pessoas da escravidão nos tribunais. 

Mangueira em 2 Tempos

 

Dir. Ana Maria Magalhães. A diretora volta à escola de samba para conversar com as crianças entrevistadas para seu documentário Mangueira do Amanhã, quase 30 anos atrás. 

STREAMING 

Première Brasil

Até 15 de agosto, a parte brasileira do Festival do Rio acontece virtualmente na plataforma para todo o Brasil. São 20 longas – 12 de ficção e 8 documentários – e 25 curtas selecionados para o evento do ano passado, cancelado por conta da pandemia. Gratuito, no Innsaei.tv.

Val 

Dir. Ting Poo e Leo Scott. Documentário exibido no Festival de Cannes sobre o ator Val Kilmer, astro de filmes como Top Gun – Ases Indomáveis e Batman Eternamente. No Amazon Prime Video. 

A Jornada de Vivo

Dir. Kirk DeMicco e Brandon Jeffords. Um jupará faz uma viagem de Havana a Miami nesta aventura musical em animação com canções de Lin-Manuel Miranda. Na Netflix.

Ugo Giorgetti

A retrospectiva do cineasta no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, em São Paulo, passa agora para o streaming, com 14 filmes, incluindo Festa, Sábado e Boleiros. Gratuito, no Itaú Cultural Play. 

O Novíssimo Cinema da Paraíba

Até o dia 18 de agosto, a plataforma mostra sete longas e 17 curtas-metragens para assinantes e não-assinantes da produção recente do Estado. No Belas Artes à La Carte.

Luta Yanomami: Cinema como Aliado

Até 13 de agosto, a plataforma exibe filmes sobre a cultura e a resistência do povo yanomami para proteger seu modo de vida e suas terras. Gratuito, no Sesc Digital.

Lumière: A Aventura Começa!

Dir. Thierry Frémaux. No documentário, o diretor artístico do Festival de Cannes e do Instituto Lumière comenta filmes restaurados dos irmãos Lumière, os inventores do cinematógrafo. Na Reserva Imovision.

Especial Luz de Verão 

Dir. Guillaume Brac. O cinema do francês é o destaque na plataforma, com os filmes All Hands on Deck, exibido no Festival de Berlim ano passado, e The Treasure Island. Na MUBI. 

Azul Profundo Permanente

Dir. Margaret Tait. Primeiro longa de ficção da diretora, feito em 1992, quando ela tinha 74 anos, fala de três gerações de mulheres de uma família escocesa. Na Supo Mungam Plus.

O Cavalo dos Meus Sonhos

Dir. Euros Lyn. Inspirado na história verdadeira de Janet Vokes (Toni Collette), uma garçonete que faz uma vaquinha entre vizinhos e amigos para conseguir cuidar do cavalo de corrida Dream Alliance. Para aluguel e compra, no Apple TV (iTunes), Google Play e Microsoft Films &TV (Xbox). Para aluguel, no Looke, NOW, SKY e Vivo Play.

Tudo o que sabemos sobre:
cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.