'O entretenimento da Marvel prejudica a arte do cinema', diz Martin Scorsese

Cineasta insistiu na diferença entre as produções e disse que a boa convivência está ficando rara

Redação, EFE

05 de novembro de 2019 | 09h58

O cineasta Martin Scorsese explicou suas recentes críticas aos filmes do universo cinematográfico da Marvel, em entrevista ao The New York Times, e afirmou que tais produções destinadas aos 'entretenimento' estão prejudicando o cinema, entendido como uma 'arte'.

"Infelizmente, a situação é que agora temos dois campos separados: existe entretenimento audiovisual mundial, e cinema. Ainda de tempos em tempos (esses dois campos) se sobrepõem, mas isso está se tornando cada vez mais raro. E temo que o domínio financeiro de um esteja sendo usado para marginalizar e até menosprezar a existência do outro ", argumentou.

Nos últimos meses, o cineasta tem insistito em suas críticas. Recentemente, ele afirmou que os longas de super-heróis, como os dos estúdios da Marvel, “não são filmes”.

Outros artistas entraram no debate, como Robert Downey Jr., que interpreta o super-herói Homem de Ferro. "Ele é Martin Scorsese, não precisa disso. Na verdade, ainda há muito o que se dizer sobre se esse gênero desmerece a arte do cinema.", declarou o ator.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Martin ScorseseMarvelcinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.