Divulgação
Divulgação

'O Discurso do Rei' vence prêmio do sindicato dos diretores

Apenas seis vezes em 62 anos o vencedor não levou o Oscar de melhor diretor

Reuters

30 de janeiro de 2011 | 12h59

O Discurso do Rei conquistou uma importante premiação de diretores de Hollywood neste sábado, quatro dias depois de o drama sobre a família real britânica ter obtido 12 indicações para o Oscar.

O diretor da produção, Tom Hooper, ficou com o prêmio do sindicato pela performance do filme, durante cerimônia em Hollywood, derrotando outro favorito ao Oscar, o diretor David Fincher, de A Rede Social.

O prêmio do Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos (DGA) também tinha como concorrentes Christopher Nolan, por A Origem, Darren Aronofsky por Cisne Negro e David O. Russell, por O Vencedor. Os dois últimos também foram indicados ao Oscar, ao lado de Joel e Ethan Coen, por "Bravura Indômita", que foram ignorados pelo sindicato.

Apenas seis vezes em 62 anos o vencedor do prêmio do DGA não levou o Oscar de melhor diretor. A última vez ocorreu em 2003, quando Rob Marshall conquistou o prêmio do sindicato por Chicago, mas caiu diante de Roman Polanski, que dirigiu O Pianista, no Oscar.

A quatro semanas para a entrega do Oscar, em 27 de fevereiro, a corrida pela estatueta parece estar acirrada entre O Discurso do Rei e A Rede Social.

O Discurso do Rei foi escolhido o melhor filme pelo Sindicato dos Produtores dos Estados Unidos no último fim de semana, embora esse parâmetro não seja tão forte para o Oscar quanto o dos diretores.

A Rede Social conseguiu os prêmios de melhor filme e direção pela Sociedade Nacional dos Críticos de Cinema dos Estados Unidos e pelo Globo de Ouro.

(Reportagem de Dean Goodman)

Tudo o que sabemos sobre:
O Discurso do ReiTom HooperDGAOscar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.