Divulgação
Divulgação

'O Discurso do Rei' lidera bilheterias britânicas

Filme dirigido por Tom Hooper é um dos favoritos ao Oscar

Reuters

11 de janeiro de 2011 | 17h17

O Discurso do Rei, que já está sendo apontado como possível candidato ao Oscar, liderou as bilheterias britânicas no fim de semana, segundo cifras divulgadas nesta terça-feira pela Screen International.

A história de como George VI, pai da rainha britânica atual, lutou para superar a gagueira que o afetou por toda sua vida, estreou com bilheteria de 3,53 milhões de libras (US$ 5,50 milhões). O filme, de Tom Hooper, é estrelado por Colin Firth e Helena Bonham-Carter e é um dos fortes candidatos ao Oscar.

Foi um bom resultado para um filme britânico, superando a abertura em 2009 do sucesso Quem Quer Ser Um Milionário (1,8 milhão de libras).

O filme mais recente do diretor de Milionário, Danny Boyle, 127 Horas, foi o segundo colocado e conta a história de um alpinista que fica imobilizado e recorre a medidas extraordinárias para se libertar. Sua arrecadação no fim de semana foi de 2,16 milhões de libras.

O terceiro colocado foi a comédia Entrando Numa Fria Maior Ainda Com a Família, que caiu uma posição. O número 1 da semana passada, As Viagens de Gulliver - uma atualização em 3D da sátira escrita por Jonathan Swift no século 18 - caiu da terceira para a quarta posição.

Veja também:

link Academia dará mais um Oscar para a monarquia britânica?

link 'Bravura Indômita' é sucesso de bilheterias dos EUA

Russell Crowe e Elizabeth Banks foram os quintos colocados com o suspense 72 Horas.

Amor e Outras Drogas, com Jake Gyllenhaal e Anne Hathaway encontrando o amor no meio do mundo das vendas farmacêuticas, caiu para a sexta posição, logo acima de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1.

Tron - O Legado, da Disney, caiu duas posições, para a oitava, e As Crônicas de Narnia - A Viagem do Peregrino da Alvorada caiu do quinto para o nono lugar.

O thriller sobrenatural Caça às Bruxas, com Nicolas Cage e Ron Perlman, estreou na décima posição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.