Divulgação
Divulgação

O diretor brasileiro Chico Teixeira é premiado no Festival Cinelatino de Toulousse

Cineasta recebeu grande prêmio do evento pelo filme 'Ausência'; já obra da brasileira Letícia Simões venceu como melhor documentário

O Estado de S. Paulo

29 Março 2015 | 11h33

 O diretor brasileiro Chico Teixeira recebeu neste sábado,28, o grande prêmio do Festival Cinelatino de Toulousse pelo filme Ausência, de2014. 


O longa-metragem de ficção foi escolhido pela "maturidade da visãosobre a dificuldade de crescer na ausência dos pais", afirmou o júri doevento, composto pelo cineasta mexicano Pedro González Rubio, pela diretorabrasileira Juliana Rojas e pelo búlgaro Lubomir Bakchev. A obra trata doamadurecimento do personagem Serginho, de 14 anos, depois de ser abandonado pelospais.

Outra produção brasileira, Tudo Vai Ficar da Cor que VocêQuiser, de Letícia Simões, também foi destaque do Cinelatino ao vencer, nasexta-feira, 27, a categoria de melhor documentário do festival. O evento, emsua 27.ª edição, termina neste domingo, 29, com a exibição de todas as obrasvencedoras. Entre elas, está também  Ixcanul (2015), do guatemalteco Jayro Bustamante, que conquistou o Prêmio do Público eo da Crítica francesa. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.