O antológico Cine Ipiranga começa a ser tombado

Fechado desde 2005, edifício projetado pelo arquiteto Rino Levi, é considerado um marco do modernismo

Jotabê Medeiros, de O Estado de S. Paulo,

08 de novembro de 2027 | 18h11

O Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo (Conpresp) abriu nesta quinta, 27, o processo de tombamento do antigo Cine Ipiranga, nos números 770 e 786 da Avenida Ipiranga, centro de São Paulo. Fechado desde 2005, o edifício, concebido como cinema e hotel e projetado pelo arquiteto Rino Levi (1901-1965), foi considerado pelos experts do Conpresp um exemplar significativo do Movimento Moderno, cujas características manifestam-se "em espaços de grande plasticidade e forte influência expressionista, notados através dos detalhes construtivos".  O Conpresp, em seu despacho, também salienta que a sala de projeção do Cine Ipiranga foi "concebida dentro dos mais modernos cálculos acústicos e parâmetros técnicos cinematográficos, resultando numa sala de grande qualidade e conforto ambiental". Há dois anos, cogitaram tornar o Cine Ipiranga em uma igreja evangélica. Agora, para quaisquer reformas, reparos ou intervenções físicas no edifício, será necessário consultar o Patrimônio Histórico.

Tudo o que sabemos sobre:
Cine Ipirangatombamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.