Novo selo vai comercializar clássicos do cinema nacional

Foi lançado nesta semana o selo Dynafilmes, que pretende comercializar 70 clássicos do cinema nacional em DVD. O primeiro é O Pagador de Promessas, até hoje, o único filme brasileiro vencedor do Festival de Cannes de 1962. "Fico feliz de ver como o cinema brasileiro passou a receber crédito. Quando eu fazia filmes, nem de graça as pessoas queriam ver um nacional. Hoje o público, que evolui muito também, quer até comprar DVD para guardar em casa os longas nacionais", declarou, emocionado, Anselmo Duarte na noite de segunda, durante o lançamento do mais novo selo de DVDs do País, a Dynafilmes. E é do próprio Anselmo Duarte o título escolhido para dar início à coleção de 70 filmes que a empresa pretende lançar nos próximos dois anos. O Pagador de Promessas, um dos mais bem-sucedidos filmes nacionais, que concorreu ao Oscar de melhor longa estrangeiro e levou a Palma de Ouro de Cannes, em 1962, chega finalmente às locadoras do País no fim deste mês. Em três meses, deve estar no sistema de vendas ´sell thru´, ou seja, em lojas para aquisição. A iniciativa, que consumirá R$ 3 milhões, é mais que bem vinda. Prática já tão comum no exterior, o resgate de clássicos da cinematografia nacional merece destaque. A Dynafilmes é fruto do acordo entre a fabricante nacional de produtos eletrônicos Dynacom e a Cinedistri, que detém os títulos a serem lançados, a primeira produtora nacional de cinema, criada em 1949 e que hoje pertence a Aníbal Massaini Neto. Foi a Cinedistri quem produziu O Pagador de Promessas e que agora traz o filme em versão remasterizada e telecinada. Os planos da Dynafilmes são audaciosos. Até o fim deste primeiro trimestre, a empresa pretende lançar 14 títulos, dos quais oito estrelados por Dercy Gonçalves e três por Mazzaropi, os únicos que ainda não saíram em DVD. São eles: Fuzileiro do Amor, O Noivo da Girafa e Chico Fumaça. "Estes três foram produzidos pela Cinedistri e é fácil observar que têm melhor qualidade que os outros filmes do Mazzaropi que estão no mercado", comenta Massaini. "Nosso acervo conta com clássicos que têm no elenco alguns dos maiores atores brasileiros, como Dercy, Othon Bastos, Leonardo Villar, Glória Menezes, John Herbert, Norma Bengell, entre outros. Sem esquecer de Mazzaropi e Dionísio Azevedo, que serão incluídos nos próximos lançamentos, todos em formato digital", declarou Claudio Mirotti, diretor da Dynacom.

Agencia Estado,

08 de fevereiro de 2006 | 15h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.