Novas regras para Oscar de melhor filme estrangeiro

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos, que anualmente concede os Oscar, anunciou mudanças na seleção dos candidatos ao prêmio de melhor filme em língua estrangeira (não-inglesa). A mudança principal, que entrará em vigor no ano que vem para a 79ª edição do Oscar, está relacionada ao comitê de seleção dos cinco filmes candidatos.Até o momento, o comitê era formado por um numeroso grupo de voluntários que durante meses via os filmes enviados pelos países interessados em participar. Em geral, os filmes concorrentes costumam ser cerca de 60, divididos em três listas para que os voluntários escolham entre eles os cinco finalistas.O comitê de voluntários, com sede em Los Angeles, será mantido, mas a partir da próxima edição seus integrantes passarão a selecionar um total de nove produções, que em seguida serão vistas por um comitê de dez pessoas selecionadas ao acaso entre os membros do primeiro grupo de voluntários. Paralelamente, outros dez voluntários de Los Angeles e mais dez de Nova York - nenhum dos quais fará parte do grupo original - também avaliarão as obras.MaratonaAs sessões de escolha - a partir das quais serão definidos os cinco filmes finalistas - serão feitas em uma maratona de três dias, realizada nas duas cidades. Como esclareceu o presidente da Academia, Sid Ganis, a mudança abre espaço para os membros nova-iorquinos da entidade, que sempre tinham expressado interesse no processo, e àqueles profissionais que não têm tempo para dedicar vários meses às numerosas sessões de exibição pelas quais até agora eram escolhidas as produções.Outra mudança na mesma categoria responde às queixas surgidas no ano passado sobre a exclusão do filme italiano "Private", rejeitado da competição por ter sido rodado em árabe, e não na língua oficial da Itália. "As regras proibiam tal coisa, mas a situação não parecia justa", esclareceu o diretor-executivo da Academia, Bruce Davis.A nova regra estabelece que o filme que participar desta categoria tem de ser rodado em outro idioma que não seja o inglês, mas abre espaço para outra língua que não a oficial do país que o apresenta.Ganis descreveu o restante das mudanças para a 79ª edição dos Oscar como "construtivas, mas que não abalam as estruturas" da premiação. A próxima cerimônia de entrega dos Oscar terá lugar em 25 de fevereiro de 2007 e será precedida pelo anúncio dos candidatos, a ser feito em janeiro.

Agencia Estado,

01 de julho de 2006 | 02h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.