Nova York prepara ciclo de cinema latino

A prestigiosa Série de Cinema Latino-americanodo Lincoln Center, em Nova York, apresenta este ano 34 produções de onze países da América Latina, uma seleção de musicais e um ciclo de cinema infantil. O programa da mostra inclui os filmes Pantaleón e as Visitadoras, do diretor peruano Francisco Lombardi, baseada no livro de Mario Vargas Llosa; Viva Cepeda, do porto-riquenho Mario Díaz; Cómo se Forma una Rumba, do cubano Iván Acosta e Herencia, da argentina Paula Hernández."Nos últimos anos o cinema latino-americano tem experimentado um renascimento, como demosntram os êxitos internacionais de filmes como Central do Brasil, do Brasil, Amores Brutos, do México e uma série de produções argentinas recentes", disse o diretor de programação da Sociedade Cinematográfica do Lincoln Center, Richard Peña.O ciclo de filmes começa no dia 10 de agosto e vai até 5 de setembro e terá também os filmes Hacerse el Sueco, do cubano Daniel Díaz Torres, Tinta Roja, de Francisco Lombardi, Sin Dejar Huella, de Novaro, Veinticinco Watts, dos uruguaios Pablo Rebella e PabloStoll, Perfume de violetas, da mexicana Marysa Sistach, El chacotero sentimental, do chileno Cristian Galaz, Lista de espera, do cubano Juan Carlos Tabío, Sólo por Hoy, do argentino Ariel Rotter, Golpe de Estadio, do colombiano Sergio Cabrera e Ratas, Ratones, Rateros, do equatoriano Sebastián Cordero. A seleção do programa esteve a cargo dos curadores Marcela Goglio, Inés Aslan e Cord Dueppe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.