Evan Agostini/Invision/AP
Evan Agostini/Invision/AP

Nova parceria de Scorsese e DiCaprio já tem data de gravação

‘Killers of the Flower Moon’ será um thriller baseado em história real

EFE

24 Outubro 2018 | 19h34

LOS ANGELES, EUA - O cineasta Martin Scorsese e o ator Leonardo DiCaprio voltarão a trabalhar juntos no thriller Killers of the Flower Moon. O anúncio foi feito nesta quarta-feira, 24, pelo estúdio Imperative Entertainment, através de um comunicado.

O projeto é baseado no best-seller Assassinos da Lua da Flores - Petróleo, morte e a criação do FBI, escrito por David Grann (disponível no Brasil pela Companhia das Letras). Será o sexto filme em que os dois trabalham juntos, após Gangues de Nova York, O Aviador, Os Infiltrados, Ilha do Medo e O Lobo de Wall Street.

“Quando li a obra de David, comecei a visualizá-la imediatamente: as pessoas, o cenário e a ação. Sabia que tinha que transformá-la em filme”, disse Scorsese na nota. “Estou entusiasmado de levar essa perturbadora história americana para as telonas”.

A trama se desenrola em Oklahoma, Estado dos EUA, durante a década de 1920. O enredo gira em torno dos membros da tribo indígena nação osage, logo após a descoberta de poços petrolíferos em suas terras.

Os índios foram assassinados um a um, e o recém-criado FBI assumiu a investigação do caso, sem esperar a conspiração que viriam a enfrentar. A história é baseada em fatos reais.

Scorsese também será produtor do longa, juntamente com Dan Friedkin, Bradley Thomas, Emma Tillinger Koskoff e a Appian Way Productions. O roteiro ficará a cargo de Eric Roth, responsável pelo argumento de Forrest Gump - O Contador de Histórias (1994) e O Curioso Caso de Benjamin Button (2008).

A expectativa é que as filmagens se iniciem no próximo verão americano, o que corresponde ao meio do ano que vem. DiCaprio está atualmente nas gravações de Era uma Vez em Hollywood, de Quentin Tarantino, previsto para estrear em 26 de julho de 2019. Scorsese finaliza a pós-produção do drama criminal The Irishman para Netflix, também previsto para o próximo ano /Com EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.