Nova Délhi realiza 1.º Festival de Documentários Brasileiro

O 1.º Festival de Documentários Brasileiro será inaugurado hoje em Nova Délhi com uma mostra de trabalhos que inclui uma homenagem ao diplomata Sérgio Vieira de Mello, morto em um atentado contra os escritórios das Nações Unidas em Bagdá em agosto de 2003. A embaixada do Brasil, em colaboração com a instituição cultural India Habitat Centre, abrirá o ciclo com um ato de apresentação oficial presidido pelo embaixador do Brasil na Índia, José Pimentel. Após a inauguração, será projetado o filme En Route To Baghdad, produção sobre os últimos anos de Vieira de Mello, que se destacou por seu trabalho como membro da comissão das Nações Unidas para os Refugiados e os Direitos Humanos, entre outros cargos No fim de semana serão exibidos filmes como o documentário O Cárcere e a Rua, que fala das dificuldades pelas quais passam as mulheres detidas na Penitenciária Madre Pelletier, em Porto Alegre. Nelson Freire, sobre o famoso pianista, e Estamira, que conta a história de uma mulher esquizofrênica que trabalha no lixão do Jardim Gramacho, na Baixada Fluminense, também estão na grade do Festival. Esta mostra oferece um amplo panorama das tendências dos documentários brasileiros nos últimos anos e dá ao público indiano a oportunidade de conhecer melhor a produção cinematográfica brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.