Nostalgia de "Capitão Sky" ganha as telas brasileiras

Capitão Sky e o Mundo de Amanhã, que estréia hoje no Brasil, é uma aventura de ficção científica nostálgica. Na história, passada na Nova York dos anos 1930, Gwyneth Paltrow faz a repórter Polly Perkins, que investiga o misterioso desaparecimento de cientistas. O sumiço está relacionado aos ataques de exércitos de gigantescos robôs que arremessam carros e destroem edifícios. Para descobrir o que acontece, Polly pede ajuda ao Capitão Sky (Jude Law), um ás da aviação, com quem viaja para o Himalaia em busca do sinistro Dr. Totenkopf, que é a mente maligna por trás desse plano para destruir o mundo. No caminho, a dupla de protagonistas ganha a ajuda de Angelina Jolie, comandante de um batalhão anfíbio só de mulheres, e de Giovanni Ribisi, que sabe tudo sobre tecnologia de ponta. A novidade fica por conta da forma como o filme foi produzido. Em vez de cenários de época, o diretor estreante Kerry Conran rodou em estúdio, com os atores atuando contra uma tela azul. Mais tarde, tudo foi criado e inserido digitalmente, o que permitiu a realização de cenas deslumbrantes. O diretor revisita clássicos de ficção científica e da tendência chamada de filme noir, nos anos 1940. Numa cena decisiva, faz uma divertida referência aos inventos de Orson Welles naquela época. As referências são interessantes, muitas vezes inteligentes e até brilhantes. O elenco ajuda, afinal, ficar olhando durante quase duas horas para Jude Law, Angelina Jolie e Gwyneth Paltrow não é aquilo que se possa considerar uma experiência desagradável. Ele é talentoso, Angelina é sexy e Gwyneth não deixa de ser divertida, muito compenetrada em seu papel de ´loira em perigo´. Aliás, este é o ano de Jude Law. Ele está em cartaz nos EUA em I Love Huckabees, de David Russell, e Alfie, o remake do velho êxito de Michael Caine nos anos 1960. No começo de dezembro, estréia nos EUA Closer, de Mike Nichols, em que Jude Law divide a cena com Julia Roberts, Clive Owen e Natalie Portman.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.