No Telecine Cult, o western mais violento de Henry King

Henry King iniciou e encerrou os anos 50 com dois westerns interpretados por Gregory Peck. Em 1950, fez o psicológico O Matador e, em 1958, Estigma da Crueldade, que tem ressonâncias bíblicas na história do fazendeiro que move implacável perseguição aos pistoleiros que mataram (é o que ele acredita) sua mulher. Estigma passa nesta segunda-feira, 5, na TV paga, às 20h10, no Telecine Cult. É um programão para fãs de faroestes e ainda tem a beleza da jovem Joan Collins. O mais curioso será constatar como mudaram os padrões do cinema. Há quase 50 anos este filme provocou reações apaixonadas ao ser considerado excessivamente violento. Hoje, qualquer sessão da tarde vai muito mais longe que Henry King, e sem a qualidade do filme dele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.