Divulgação
Divulgação

No Dia da Consciência Negra, confira 5 filmes sobre o racismo

Dia em homenagem a Zumbi é momento de lembrar produções premiadas que falam sobre a questão racial

Marcio Claesen, estadão.com.br

20 de novembro de 2012 | 07h00

Feriado em São Paulo e no Rio de Janeiro, dentre várias cidades brasileiras, o Dia da Consciência Negra existe desde 2003. A data faz referência à morte de Zumbi, morto em 20 de novembro de 1695. No ano passado, a presidente Dilma instituiu o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra

Líder do Quilombo dos Palmares, que ficava no Estado de Alagoas, Zumbi é considerado um símbolo de resistência à escravidão. Para lembrar e comemorar a data, separamos cinco filmes contundentes que abordam o tema racial. Confira.

1. Malcolm X, de Spike Lee

Cinebiografia de 1992 que trata da vida de Malcolm Little (Malcolm X). O longa mostra a sua infância de crimes, o interesse pelo Islamismo e transformação do jovem em um dos maiores líderes negros dos Estados Unidos. Denzel Washington, no papel título, recebeu o Urso de Ouro no Festival de Berlim e foi indicado ao Oscar de melhor ator.

2. A Outra História Americana, de Tony Kaye

O longa conta a história de Derek Vinyard (Edward Norton), cujo pai é morto por marginais em um bairro negro e passa a lideram um grupo de violentos skinheads. Ele mata um rapaz negro, vai para a cadeia e, lá, reflete sobre seus preconceitos e sua raiva.

3. Adivinhe Quem Vem para Jantar, de Stanley Kramer

No drama de 1967, o casal Matt (Spencer Tracy) e Christina (Katharine Hepburn) terão de rever todos conceitos e valores após sua filha lhes apresentar o noivo, que é negro, interpretado por Sidney Poitier. O longa recebeu 10 indicações ao Oscar e levou dois prêmios: melhor atriz para Hepburn e melhor roteiro original.

4. Hotel Ruanda, de Terry George

A produção conta a história real de Paul Rusesabagina (Don Cheadle), um gerente de hotel que abrigou mais de mil refugiados Tutsi durante sua luta contra a milícia Hutu em Ruanda. Cheadle recebeu uma indicação ao Oscar pelo papel.

5. A Cor Púrpura, de Steven Spielberg

A própria autora Alice Walker adaptou seu livro para o cinema em 1985. No Estado sulista norte-americano da Geórgia, acompanhamos a história de Celie Johnson (Whoopi Goldberg) enquanto temas como o racismo, o machismo e amor surgem na tela. O longa foi premiado com o Globo de Ouro de melhor filme de drama e Spielberg recebeu o prêmio do Sindicato dos Diretores (DGA). No Oscar, A Cor Púrpura recebeu 11 indicações, mas não venceu em nenhuma categoria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.