Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Nick Cave escolhe documentário para se abrir sobre a morte do filho

'One More Time With Feeling' foi exibido no Festival de Veneza fora da mostra competitiva

Reuters

07 de setembro de 2016 | 12h11

VENEZA - O músico australiano Nick Cave espera que um documentário em 3D, em vez da fala para multidões de estranhos, ajude a responder a perguntas sobre a morte do seu filho, no momento que ele promove o seu novo disco, disse Andrew Dominik, diretor do filme, nesta terça-feira, 6.

Arthur, de 15 anos, filho de Cave, morreu depois de cair de um penhasco em julho do ano passado. Isso ocorreu quando o pai gravava Skeleton Tree.

"Não há nenhuma maneira para ele de discutir o disco sem falar sobre o contexto no qual o disco foi feito, que foi a morte do filho dele”, declarou Dominik à Reuters durante o festival de Veneza.

"Não é que ele não queira falar sobre o que aconteceu com Arthur, mas eu acho que ele apenas não quer fazer isso com um monte de estranhos. Então, a solução dele foi fazer o filme, que vai dar um espaço mais seguro.”

O resultado, o documentário One More Time With Feeling (Mais Uma Vez Com Sentimento, em tradução literal), foi exibido no festival fora da mostra competitiva.

"O filme não é um filme narrativo, é como uma experiência que vai te envolver, e o 3D tem uma qualidade mais sensorial”, afirmou ele. “Você não está pensando na frente, você está como que cercado por ele.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.