Nicholson volta a Cannes atrás de mais um prêmio

Quase 30 anos após receber em Cannes seu primeiro grande prêmio, por A Última Missão, o ator Jack Nicholson, de 66 anos, volta ao festival para tentar uma nova Palma de Ouro. Desta vez, ele concorre por sua atuação em About Schmidt, de Alexander Payne, em que vive um aposentado egoísta e amargo, contrariado pelo casamento de sua filha com um homem que ele julga não estar à sua altura.Sobre o filme de Payne, Nicholson comentou que seu personagem é "muito forte". "E triste, mentiroso, tacanho. Acreditem, não foi fácil interpretá-lo. Eu não consegui me olhar no espelho por três meses". About Schmidt é o terceiro e último filme americano a ser exibido no festival, depois de Punch-Drunk Love e Bowling for Columbine.A presença do astro movimentou a tarde de hoje do festival. Nicholson brincou dizendo preferir estar rodeado por belas mulheres a enfrentar os cerca de 500 jornalistas presentes à coletiva de imprensa. "E o importante é isso: divertir-se", disse. Barbado e bastante simpático, ele falou do segredo de sua longa e bem-sucedida carreira no cinema, repleta de papéis bastante diferentes."Cheguei muito jovem a Hollywood. Vi que meus colegas que perseguiam a fama instantânea, repetindo um determinado tipo de sucesso, não sabiam o que fazer ao primeiro tropeção", contou. "Disse a mim mesmo que o importante era trocar sempre de papéis."Solícito, Jack Nicholson não se esquivou de pergunta alguma. Instado a citar os filmes que escolheria para levar a uma ilha deserta, começou com "todos os de Fred Astaire", Oito e Meio, de Fellini, e continuou relacionando clássicos americanos e europeus até corrigir-se: "Perdão, não escolheria nenhum, porque já sei de memória."

Agencia Estado,

22 de maio de 2002 | 12h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.