Reuters/Arquivo
Reuters/Arquivo

Neozelandeses pedem que 'Hobbit' seja filmado no país

Milhares foram às ruas para protestar contra a possibilidade de o filme ser rodado em outro lugar

Reuters

25 de outubro de 2010 | 10h38

Entre 2 mil e 3 mil pessoas foram às ruas da Nova Zelândia nesta segunda-feira para protestar contra a possibilidade de que os filmes da série Hobbit passem a ser produzidos em outro lugar.

Vários manifestantes estavam fantasiados como hobbits ou outros personagens desse universo e levavam cartazes com dizeres como "A Nova Zelândia é a Terra Média" e "Amamos os Hobbits".

Representantes do estúdio Warner Bros. Pictures chegam na terça-feira à Nova Zelândia para decidir onde rodar o novo episódio da lucrativa adaptação da obra de J.R.R. Tolkien, um projeto de meio bilhão de dólares. Uma breve greve no país havia levado os produtores a reverem seus planos.

O diretor Peter Jackson, que é neozelandês, rodou no país a trilogia O Senhor dos Anéis, o que representou um impulso positivo para a indústria cinematográfica local e a imagem internacional da Nova Zelândia, uma pequena nação na Oceania.

Ele pretendia rodar os dois episódios de O Hobbit também na Nova Zelândia, mas um protesto de técnicos contra as condições de trabalho enfureceu o cineasta e enervou os produtores. A Time Warner disse na semana passada que poderia buscar outra locação, algo que segundo economistas custaria até US$ 1,5 bilhão à Nova Zelândia.

O sindicato dos técnicos recuou, e analistas acham que a Warner usará essa crise para obter incentivos financeiros do primeiro-ministro John Key, que na segunda-feira disse a jornalistas haver 50% de chances de que a filmagem seja na Nova Zelândia. "Eu adoraria dizer a vocês que o negócio está fechado, mas estamos longe de fechar o negócio. Há várias questões que precisaríamos resolver", disse ele ao jornal New Zealand Herald.

O premiado técnico Richard Taylor, cujo estúdio Weta Workshop preparou muitos efeitos especiais de O Senhor dos Anéis, disse aos manifestantes em Wellington que está otimista de que O Hobbit será filmado na Nova Zelândia. "A alternativa é sombria demais para ser considerada", afirmou.

Há rumores de que a Warner estaria cogitando locações na Grã-Bretanha, Canadá, Austrália e Leste Europeu.

(Reportagem adicional de Adrian Bathgate)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.