Nelson Pereira dos Santos, no Itaú Cultural

São duas efemérides importantes - os 75 anos de Nelson Pereira dos Santos e os 40 de VidasSecas. Ambas recebem a homenagem do Itaú Cultural, que promove,hoje e amanhã, um evento para destacar acontribuição do diretor ao cinema brasileiro. Hoje,haverá a exibição justamente de Vidas Secas, seguida de debateentre o autor do filme - que será exibido em vídeo - e o críticoLuiz Zanin Oricchio. Na quinta-feira, haverá mais duas projeções na verdade, um programa duplo: o curta Meu Compadre, sobre ZéKéti, será apresentado como complemento a Cinema de Lágrimas. Nelson pode ter uma trajetória irregular, com filmesdecepcionantes e até equivocados, mas ninguém consegue sergrande, numa cinematografia como a brasileira, se não tiver ogosto da ousadia e do risco. Fazer filmes para ter aceitação écondenar-se à mediocridade. O jovem Nelson reinventou o cinemabrasileiro, nos anos 1950, em plena era da chanchada, quando fezRio, 40 Graus, sob a influência do neo-realismo. Precursor doCinema Novo, deu ao movimento um de seus mais belos filmes -Vidas Secas, que adaptou do romance de Graciliano Ramos. É um dos marcos da estética da fome praticada nos anos1960, quando os diretores do Cinema Novo faziam filmes como atospolíticos, sonhando com a revolução. Nelson terá muito o quefalar sobre a extraordinária fotografia de Vidas Secas, quepõe na tela, sem artifícios, a luz do Nordeste. Sua outraadaptação de Graciliano Ramos é magnífica - Memórias doCárcere, nos anos 1980. Com Fome de Amor, em 1968, o diretorfez um de seus filmes mais ousados, política e, sobretudo,esteticamente. Com Cinema de Lágrimas, convidado a homenagearo centenário do cinema na América Latina, debruçou-se sobre omelodrama. Nelson pode ter errado, mas seus acertos são dos queconvencem da existência de um grande cinema no País.Serviço - Cinevídeo Itaú Cultural. Quarta e quinta, às 19h30,Grátis - ingressos distribuídos a partir das 18h30. ItaúCultural - Sala Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, São Paulo,tel. 3268-1700

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.