Gary Hersorn/Reuters
Gary Hersorn/Reuters

Negros têm conseguido cada vez mais indicações e prêmios no Oscar

Na última década, 20 atores negros foram indicados e seis deles, premiados

Marcio Claesen, estadão.com.br

22 Fevereiro 2012 | 12h31

Apenas na 12ª edição, em 1940, o maior prêmio do cinema americano teve uma pessoa negra dentre as indicadas. Esse pioneirismo no Oscar é de Hattie McDaniel. No papel da adorável Mammy em ... E o Vento Levou, Hattie conseguiu não só o feito de ter sido a primeira indicada, como foi a primeira pessoa afro-americana a ser convidada para a cerimônia - mesmo que tenha sido colocada em um lugar em separado no The Ambassador Hotel, onde ocorreu a premiação. Ela também se tornou a primeira negra a levar a estatueta para casa, na categoria melhor atriz coadjuvante. De lá para cá, 25 atrizes e 22 atores negros foram indicados ao prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Sidney Poitier foi o primeiro homem negro a ser indicado ao Oscar e também o primeiro a ganhar. Porém, por filmes diferentes. O seu trabalho em Acorrentados (1958) lhe rendeu uma indicação, no entanto o Oscar viria só cinco anos depois quando Poitier venceu a categoria de melhor ator por Uma Voz nas Sombras, em 1963.

São essas duas categorias, aliás, as que mais renderam prêmios a negros até hoje. Foram quatro vitórias de atrizes coadjuvantes: Hattie (em ... E o Vento Levou), Whoopi Goldberg (Ghost - Do Outro Lado da Vida), Jennifer Hudson (Dreamgirls) e Mo'Nique (Preciosa). E outras quatro como melhor ator. Além de Poitier, também já venceram a categoria: Denzel Washington (Dia de Treinamento), Jamie Foxx (Ray) e Forest Whitaker (O Último Rei da Escócia).

 

Já a categoria de melhor atriz só contou com uma vencedora da raça negra após 73 anos de Oscar. O mérito coube a Halle Berry ao vencer a disputa por A Última Ceia, em 2002, que, aos prantos e ovacionada, dedicou o prêmio a todas atrizes negras indicadas ao Oscar antes dela.

Se o preconceito demorou a ser quebrado e as indicações surgiam a conta-gotas, é fato que isso está mudando nas últimas décadas. Enquanto nos anos 1950 e 1960 apenas três atores negros foram indicados, as indicações dobraram para seis na década de 1970, foram para nove nos anos 1980 e onze na década de 1990.

A primeira década do novo milênio conseguiu a marca de 20 indicações para atores negros nas quatro categorias de interpretação, o que significa uma média de dois atores indicados em cada ano. As vitórias também aumentaram. Na década de 2000, seis atores foram premiados.

 

 

Diretores

Por mais inconcebível que pareça, em 84 anos de Oscar apenas dois diretores negros foram indicados. John Singleton concorreu a melhor diretor por Os Donos da Rua em 1992, e Lee Daniels foi indicado em 2010 por Preciosa. Ainda mais gritante: apenas um filme dirigido por um negro (o mesmo Lee Daniels de Preciosa) concorreu à estatueta de melhor filme em toda a história da premiação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.