Naomi Watts é nomeada embaixadora da ONU

A atriz australiana Naomi Watts, que atuou em filmes como King Kong (2005), foi nomeada hoje representante especial para o Programa das Nações Unidas contra a Aids (Unaids)."Com seu enorme talento e personalidade, ela poderá sensibilizar o mundo sobre a aids e difundir um pouco das necessidades das pessoas que vivem com o vírus HIV", declarou em entrevista coletiva Deborah Landey, diretora-executiva adjunta do Unaids.A atriz de 37 anos, nascida no Reino Unido e criada na Austrália, acaba de retornar de uma viagem a Zâmbia, país onde visitou clínicas, hospitais, colégios e abrigos para conhecer a realidade das pessoas afetadas pelo vírus.Landey destacou que Naomi, candidata ao Oscar por 21 Gramas (2003), pode "fazer uma diferença substancial" para conscientizar as pessoas da necessidade de eliminar os estigmas e a discriminação que os soropositivos sofrem."É uma honra para mim trabalhar com a ONU neste programa, já que a mensagem mais importante é a necessidade de lutar contra a aids em nível global", declarou a atriz.Naomi ressaltou que em sua viagem a Zâmbia viu os efeitos devastadores da doença nos indivíduos, nas famílias e nas comunidades. "Me senti comovida e ao mesmo tempo inspirada ao ver a força das mulheres, dos homens e das crianças que conheci, que realmente movem montanhas para salvar vidas. São os verdadeiros heróis da luta", afirmou.Cerca de 40 milhões de pessoas no mundo todo estão infectadas com o HIV e a maioria delas vive no continente africano. A metade dos infectados são jovens com menos de 25 anos, enquanto a cada minuto uma criança morre por alguma doença relacionada ao vírus."Não se deve ver a aids como números ou estatísticas, mas como uma maneira mais personalizada, como os rostos dos afetados e suas famílias, que necessitam de apoio", afirmou a estrela de Hollywood.A atriz destacou que os programas assistenciais que estão sendo desenvolvidos no mundo todo constituem uma esperança de frear a epidemia de aids, mas "ainda há muito a ser feito"."Precisamos de mais dinheiro, mais médicos, enfermeiros, medicamentos", declarou ela, que lidera a campanha lançada recentemente pelo Unaids.A iniciativa mundial tenta promover o acesso a prevenção, tratamento, cuidado e serviços de apoio à população de países pobres.Naomi Watts, que começará a filmar seu novo longa no fim do ano, se une a uma série de celebridades do mundo do cinema, entre elas as atrizes Nicole Kidman e Angelina Jolie, para promover os princípios e programas da ONU.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.