Divulgação
Divulgação

'Não faria novo 'Indiana Jones' sem Spielberg', diz Harrison Ford

Ator e diretor já trabalharam juntos em quatro filmes da franquia

EFE

22 de março de 2016 | 15h00

Harrison Ford não teria aceitado rodar a novo filme da franquia Indiana Jones se não fosse dirigido por Steven Spielberg, declarou o ator em entrevista publicada nesta terça-feira (22) pela rede britânica BBC.

"Sempre pensei que haveria oportunidades para fazer outra. Mas não queria participar sem Steven", disse Ford em relação ao quinto filme da série do intrépido arqueólogo, que deve estrear somente em 2019.

"Steven está desenvolvendo agora um roteiro com o qual acredito que ficaremos muito satisfeitos", antecipou Ford, de 73 anos.

Ator e diretor já trabalharam juntos nos quatro primeiros filmes de Indiana Jones, que contaram também com a produção de outro peso pesado de Hollywood e criador, além disso, da saga "Star Wars", George Lucas.

Ford encarnou pela primeira vez o aventureiro em 1981 em "Os Caçadores da Arca Perdida" ("Raiders of the Lost Ark"), que foi seguido por "Indiana Jones e o Templo da Perdição" ("Indiana Jones and the Temple of Doom", 1984), "Indiana Jones e a Última Cruzada" ("Indiana Jones and the Last Crusade", 1989) e "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal" ("Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull", 2008).

O ator também deu vida a Han Solo nos três primeiros filmes de "Star Wars", papel desempenhado também em "Star Wars: O Despertar da Força", que estreou no ano passado.

No último filme de Lucas, o personagem de Solo morre, mas ao ser questionado por uma possível "ressurreição", Ford lembrou que, "no espaço, tudo é possível".

"Queria que Han Solo se sacrificasse pelo bem dos outros personagens e para dar certo drama à história", acrescentou o ator na entrevista concedida à BBC por conta do lançamento do DVD do sétimo filme da saga estelar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.