Mario Anzuoni/ Reuters
Mario Anzuoni/ Reuters

'Não acho que ele já tenha visto um filme da Marvel', diz CEO da Disney sobre Scorsese

Diretor americano voltou a critica os filmes do estúdio, afirmando que são produtos criados para o consumidor

Redação, AFP

06 de novembro de 2019 | 10h48

O diretor americano Martin Scorsese voltou a criticar, nesta terça-feira, os filmes dos estúdios da Marvel, os quais considera produtos criados para o consumidor, o que provocou uma resposta do CEO da Disney, que saiu em defesa de sua subsidiária.

No início de outubro, o cineasta, de 76 anos, provocou uma polêmica ao declarar que os longa-metragens da Marvel, concentrados no universo dos super-heróis, parecem mais um "parque de diversões" que "cinema".

"Muitos dos elementos característicos do cinema, até onde eu sei, estão presentes nos filmes da Marvel", escreveu. "O que não existe é a revelação, o mistério ou o perigo emocional real. Não há risco", argumentou o diretor em uma coluna de opinião publicada nesta terça no jornal The New York Times.

As produções da Marvel são, segundo Scorsese, como todas as franquias cinematográficas modernas, "calibradas, testadas, modificadas (...) e modificadas novamente até que estejam prontas para o consumo".

O diretor diz que está dando um passo à frente para criticar a padronização da oferta cinematográfica em detrimento da diversidade.

"Se você dá um tipo de coisa para as pessoas e lhes vende infinitamente um tipo de coisa, claro que vão querer mais desse tipo de coisa", apontou Scorsese.

"Não acho que ele já tenha visto um filme da Marvel", disse Bob Iger, CEO da Disney, a proprietária da Marvel, em uma entrevista emitida pela BBC nesta terça.

"Qualquer um que tenha visto um filme da Marvel não poderia fazer com honestidade essas declarações", acrescentou.

Nove dos 25 filmes de maior bilheteria da história do cinema são do estúdio da Marvel, incluindo Vingadores: Ultimato, que bateu o recorde do gênero no fim de julho.

 

Tudo o que sabemos sobre:
MarvelMartin ScorseseBob Igercinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.